Nas Bancas

Armando Teixeira

Armando Teixeira

Rui Aguiar

A escolha de… Armando Teixeira

Músico e produtor de 44 anos, é nos projetos Bullet e Balla que Armando Teixeira se revela como um dos mais criativos autores da 'pop' portuguesa contemporânea.

2 de dezembro de 2012, 19:00

A versatilidade e o talento de Armando Teixeira já deixaram marcas em bandas como os Da Weasel os Bizarra Locomotiva, e até os Ornatos Violeta, nestes como produtor do bem-sucedido O Monstro Precisa de Amigos, em 1999. Nos últimos anos, o multifacetado músico tem dado provas nos Balla, que criou em 2000, e nos Bullet, que nasceram no ano seguinte. Nestes projetos, Armando Teixeira confirmou-se como um dos mais criativos autores da música pop portuguesa. Canções é o mais recente álbum dos Balla, e conta com a participação de Joaquim Albergaria (Paus), Paulo Gouveia (Gomo), Inês Lopes Gonçalves (Soulbizness) e Rita Reis (Mesa). Música eletrónica, orquestrações, ambientes latinos, música negra e uma variedade de soluções sem espartilhos são algumas das características deste trabalho do companheiro da animadora de rádio Sofia Morais, com quem tem uma filha, Margarida, de três anos e meio.
O FILME – “Blade Runner"
Este filme do Ridley Scott tem tudo: a história, a realização, os atores, a direção de arte e a melhor banda sonora da história do cinema.
O CD – "Closer"
Este disco dos Joy Division é de 1980 e, apesar de já não o ouvir há uns anos, sei-o de cor. O Closer acompanhou-me na passagem para a idade adulta, no que à música diz respeito.
O LIVRO – "As 25 Melhores Histórias Negras e Fantásticas"
Um livro que se intitula As 25 Melhores Histórias... tem de ser especial. E foi-o para mim. O universo de Jean Ray é bizarro e  acompanhou-me durante alguns anos, por isso não hesito quando tenho de escolher um livro.
O CONCERTO – Roxy Music
O concerto na 02 Arena fechou a digressão de 2011 e talvez tenha sido o último dos Roxy Music, que não lançam um disco de originais desde 1982. Tenho poucos DVD de música, e metade são dos Roxy Music. Infelizmente, perdi o concerto que deram em Lisboa, em 1983, e até há poucos anos pensava que já não os ia ver ao vivo, mas há dois anos estiveram em Oeiras, numa noite fria. Soube-me a pouco, por isso tive de os ver outra vez, em Londres. Foi memorável!
O MUSEU – Museu Nacional de Arte Antiga
Vale pelas Tentações de Sto. Antão, de Jheronymus Bosh, e pelo Ecce Homo, de mestre português desconhecido. Mas vale também por nos mostrar como o passado pode ser tão surpreendente e 'novo'.
A VIAGEM – Paris
As viagens são os sítios e as pessoas, mas, acima de tudo, a companhia, o que nos une e o que celebramos. Já fui a Paris algumas vezes, mas nunca como a última.
O RESTAURANTE – Instituto Macrobiótico de Portugal
Comida macrobiótica, saudável, feita com amor e os melhores ingredientes. Só têm um prato por dia e até dá gosto não poder escolher. Pena só servirem almoços.

Palavras-chave

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras