Nas Bancas

Mafalda Arnauth

Mafalda Arnauth

D.R.

A escolha de... Mafalda Arnauth

Internacionalmente reconhecida, a fadista, de 37 anos, gere a sua carreira com a mesma paixão com que, em palco, interpreta os poetas e compositores da sua vida.

Redação CARAS
12 de agosto de 2012, 21:45

Mafalda Arnauth deu início à sua carreira aos 21 anos, quando aceitou o convite de João Braga para o acompanhar num espetáculo no Teatro São Luiz. Em 1999, a fadista estreou-se a solo com um álbum homónimo, que foi aclamado pela crítica e lhe valeu o Prémio Revelação do Ano da revista Blitz. Seguiu-se Esta Voz que me Atravessa, e, em 2003, Encantamento, um álbum que Mafalda produziu e que mostrou a sua maturidade. Dois anos depois, foram editados Diário e o primeiro best-of, Talvez lhe Chame Saudade. Internacionalmente em ascensão, Flor de Fado leva-a a percorrer o mundo em 2009. Depois de participar no projeto Rua da Saudade, Mafalda Arnauth editou, em 2010, Fadas, o álbum que apresentará a 29 de agosto no Festival do Crato.
O Livro - “Um Novo Mundo”
Na sequência do best-seller O Poder do Agora, Eckhart Tolle lançou Um Novo Mundo – Despertar para a Essência da Vida. Este tipo de livro é bastante interessante e este, em particular, faz especialmente sentido neste momento da minha vida.
O Filme - “Amigos Improváveis

A improbabilidade das Amizades mais profundas e significativas será sempre algo que me comove profundamente. Adorei a beleza que o elenco conseguiu imprimir a esta versão cinematográfica de uma história real e tão especial.
O Museu - Museu do Fado

É um projeto admirável, que tem crescido graciosamente e tem conseguido a proeza de congregar um universo tão díspar quanto o do Fado, dos artistas, músicos, poetas e compositores em torno desta ‘casa’ onde todos têm um lugar.
O CD - “Poses”, de Rufus Wainwright

Depois de ter ficado absolutamente rendida no concerto do Coliseu, considero impressionante a discografia deste artista, compositor, músico, genialmente louco. A versão que ele fez do tema Across the Universe, dos Beatles, é só a ponta do icebergue…
O Concerto - Stevie Wonder
Vi o Stevie Wonder no último Rock in Rio Lisboa e achei que foi um concerto  transbordante de Música e Amor. E também guardo na memória o concerto que dei em abril, em Buenos Aires. Foi um inesquecível momento de plenitude!
A Viagem - Buenos Aires

É uma cidade gigante, belíssima, onde se respira cultura, arte e magia em cada recanto. Imperdível, o tango, cantado, tocado, bailado e, sobretudo, sentido.
O Restaurante - O Primo dos Caracóis

Fica em Moncarapacho, perto de Olhão, e é ideal para quem gosta de se deliciar com as ostras mais fantásticas e o marisco mais saboroso, sobretudo nesta época.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras