Nas Bancas

OUT JAZZ está de volta

O OUT JAZZ caminha para o 10º aniversário e estreia já no próximo domingo, dia 1 de maio no Jardim da Torre de Belém.

CARAS
27 de abril de 2016, 23:09

Mais uma edição do OUT JAZZ e mais momentos históricos preparam-se para ter lugar ao som da melhor música soul, funk, jazz e hip-hop. Desde há 10 anos que a cidade de Lisboa se deixou tomar pela música cinco meses por ano. Jardins, praças, miradouros, alamedas e ruas deixaram ecoar acordes musicais que promoveram momentos inesquecíveis de boa disposição, amizade e descontração.
Este ano, numa edição simbólica que celebra o 10.º aniversário do OUT JAZZ as novidades são muitas: aos domingos, de maio a setembro, um jardim por mês enche-se de música para alegrar os finais de tarde dos lisboetas e turistas. Começa no Jardim da Torre de Belém, em maio, seguindo-se o Jardim da Tapada das
Necessidades, o Parque Tejo, o Jardim da Estrela e o Jardim do Campo Grande, em Lisboa, nos meses seguintes. Aos sábados, o festival citadino ruma para os jardins de Cascais, para o Parque Marechal Carmona, Jardim Casa Histórias Paula Rego, Parque Palmela e ainda para sul, em Troia, onde pelo segundo ano consecutivo o OUT JAZZ leva 6 concertos ao Troia Beach Club, num local privilegiado com o Oceano Atlântico e a Arrábida como pano de fundo.
Sempre a partir das 17h00, com entrada livre, o festival inaugura a 7 de maio, no Parque Marechal Carmona, em Cascais, com o DJ Lucky. Pelos palcos do OUT JAZZ, passarão músicos como DJ Mary B, Quinteto Ricardo Pinto, DJ Rykardo, DJ Nuno di Rosso, DJ Johnny, DJ Tiago Fonseca, André M. Santos & MOb Ensemble, Rita & o Revólver, Francisco Sales, They Must Be Crazy, Salvador Sobral, Afrocuban
Project ou DJ MR. Bird, entre muitos outros. Outra das grandes novidades é o OUT FEST, porque a celebração do 10.º aniversário merecia uma festa que marcasse e simbolizasse a grandeza deste projeto. A decorrer nos dias 24 e 25 de setembro, num jardim ainda a anunciar, este evento, à porta fechada e com bilheteira, irá reunir vários músicos ligados ao OUT JAZZ nos últimos anos. “O sucesso do OUT JAZZ deve-se ao facto de termos sido os primeiros a dinamizar os jardins públicos de Lisboa, aos domingos, com música soul, funk, jazz e hip-hop”, explica José Filipe Rebelo Pinto fundador do OUT JAZZ, acrescentando que na altura a dinâmica dos jardins se perdia para o calor das praias. “O OUT JAZZ veio trazer vida aos jardins da capital num dia em que pouca atividade havia. E por trás deste sucesso está também uma equipa excelente, uma cidade de sonho e uma grande paixão pela música por parte da organização. Estes 10 anos representam muito para mim”, acrescenta.
A 10ª edição do evento conta com o habitual apoio da NCS e da Câmara Municipal de Lisboa, ao qual se junta a Câmara Municipal de Cascais, a Somersby que regressa como patrocinador oficial do evento que a viu crescer, o Troia Resort, a Esporão, a Coca-Cola, a Paletaria e a Amazing Store.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras