Nas Bancas

amado.jpg

“Tieta do Agreste”, de Jorge Amado

Uma obra incontornável da literartura brasileira do séc. XX.

Redação CARAS
16 de junho de 2013, 19:00

Escrito em 1977 e adaptado a novela em 89, Tieta é, como a maioria os livros de Jorge Amado, uma desassombrada crítica de costumes do Brasil profundo. Título incontornável da literatura brasileira do séc. XX, surge numa reedição da D. Quixote.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras