Nas Bancas

marco-almeida.jpg

CARAS

Marco d’Almeida ganha Globo de Ouro de Melhor Ator de Teatro

Na XXI edição dos prémios atribuídos pela CARAS e a SIC.

CARAS
15 de maio de 2016, 23:24

Carlos Paulo, João Pedro Mamede, João Moreira e Marco d’Almeida eram os atores que estavam na corrida ao troféu de Melhor Ator de Teatro este domingo, 15 de maio. E quem subiu ao palco do Coliseu dos Recreios para receber o Globo de Ouro em nome de Marco d’Almeida, pelo seu desempenho na peça MACBETH, baseada na obra de William Shakespeare e encenada por Carlos Avilez, foi Paula Lobo Antunes. Em nome do colega, a atriz agradeceu a todo o elenco. “Trabalhar e ensaiar com ele foi uma experiência incrível. Ele é um ator extraordinário”, concluiu Paula Lobo Antunes.

Nascido a 29 de agosto de 1974 em Moçambique, Marco d’Almeida formou-se na Escola Profissional de Teatro de Cascais e estudou também em Londres e Nova Iorque. É conhecido do grande público sobretudo pelas suas participações em projetos televisivos, nomeadamente as séries e novelas Médico de Família (1997), Cavaleiros de Água Doce (2001), Sociedade Anónima (2001), O Processo dos Távoras (2001), A Jóia de África (2002), Baía das Mulheres (2004), Até Amanhã Camaradas (2005), Quando os Lobos Uivam (2006), Tempo de Viver (2006), Ilha dos Amores (2007), Casos da Vida (2008), Equador (2008), Ele é Ela (2009), Meu Amor (2009), Belmonte (2013) e, atualmente, em Santa Bárbara.
Em cinema entrou em filme como A Menina dos Meus Olhos, de Isabel Rosa (2001), O Gotejar da Luz, de Fernando Vendrell (2002), Só Por Acaso, de Rita Nunes (2003), Manô, de George Felner (2005), Coisa Ruim, de Tiago Guedes e Frederico Serra (2006), 20,13 Purgatório, de Joaquim Leitão (2006), A Bela e o Paparazzo, de António-Pedro Vasconcelos (2009), Mistérios de Lisboa, de Raúl Ruiz (2009), Miel de Naranjas (2012) e Comboio Noturno Para Lisboa, de Bille August (2013).
O percurso de Marco d’Almeida em teatro está quase sempre ligado ao encenador Carlos Avilez e ao Teatro Experimental de Cascais, mas também já encenou Caixa de Sombras (2003) e The Laramie Project (2005). Além disso, como ator, entrou em Hamlets (2003), Urgências (2004), Cabeças ao Ar (2005), Romeu e Julieta (2005), The Pillowman (2006) e MACBETH, que agora lhe deu o tão desejado Globo de Ouro.
De referir que a novela Belmonte, da TVI, na qual era protagonista, esteve nomeada para os Emmy Awards em 2013.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras