Nas Bancas

PecaEspetaculo.jpg

Globo de Ouro de Melhor Peça/Espetáculo atribuído a ‘Tropa Fandanga’

Com encenação de Pedro Zegre Penim, José Maria Vieira Mendes e André Teodósio.

CARAS
25 de maio de 2015, 00:15

Os atores brasileiros Lília Cabral e Lima Duarte subiram ao palco do Coliseu dos Recreios para entregar o galardão de Melhor Peça/Espetáculo a Tropa Fandanga, encenada por Pedro Zegre Penim, José Maria Vieira Mendes e André Teodósio.

“A Revista à Portuguesa volta a entrar na casa de Almeida Garrett e promete mostrar que, tal como tudo o que é português, tem alma e não morre. Bonita, alegre, estouvada, ela vem sacudir os espíritos mais calados e agitar o espectador com uma revisão que nos faz aplaudir a vida de pé. A sua estrutura cerrada e intocável é utilizada pelo Teatro Praga para comemorar duas efemérides coincidentes e separadas por várias décadas: os 40 anos do fim da Guerra Colonial e os 100 anos do início da Primeira Guerra Mundial. Em tempos de paz, o Teatro Praga faz-se à história para desenterrar memórias que não domina, num espetáculo de guerra, a preto e branco, que, sem ironia, procura o modo mais justo para tempos conturbados em que os passados e as geografias se misturam unidos por uma batalha com uma só bala presa por uma guita. Um espetáculo histórico, com história a pontapé, que passa a revista às tropas ao som de música para levantar o moral da pátria presa na mata e trincheiras. Um texto escrito a várias mãos, que nos faz desejar o impossível, que fala da História, do que está perto e do que está longe. O Rossio estende novamente a passadeira vermelha que nos leva ao Teatro. Por isso, agarrem-se às cadeiras. Esta é uma viagem onde tudo pode acontecer.” Assim é apresentado o espetáculo que este ano venceu o Globo de Ouro de Melhor Peça/Espetáculo no site do Teatro Nacional D. Maria II, onde esteve em cena em 2014.
No elenco, a peça contou com nomes como José Raposo, André Teodósio, Cláudia Jardim, Diogo Bento, Diogo Lopes, Filipa Cardoso, Joana Barrios, Joana Manuel e João Duarte Costa.
Na mesma categoria estavam nomeadas as peças 40 e Então? (com encenação de Sónia Aragão), Pedro Páramo (com encenação de Miguel Seabra) e Punk Rock (com encenação de Pedro Carraca).

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras