Nas Bancas

_MG_8650.jpg

Henrique Feist arrecada Globo de Ouro de Melhor Ator de Teatro

Pelo desempenho na peça 'Broadway Baby'.

Redação CARAS
19 de maio de 2013, 23:15

O Globo de Ouro de Melhor Ator de Teatro foi esta noite entregue a Henrique Feist por Cláudia Vieira e Ricardo Pereira. “Muito obrigado. Não vejo melhor maneira de culminar os 30 anos de carreira comemorados este ano com o meu irmão, Nuno Feist, começou por dizer o ator que enalteceu o papel do seu irmão no seu desempenho em Broadway Baby.
De referir que antes de subir ao palco da XVIII Gala dos Globos de Ouro, Henrique Feist deu um abraço sentido ao irmão.

Henrique Feist nasceu em 1972, em Lisboa. Tinha dez anos quando se estreou no programa Passeio dos Alegres. Atuou juntamente com o irmão Nuno Feist com quem, aliás, acabou por gravar nove discos e ao lado de quem participou no Festival da Canção, tendo alcançado um honroso terceiro lugar. Foi nesse ano, em 1985, que a Casa da Imprensa atribuiu ao duo o Prémio Revelação. Nessa altura era quase impossível dissociar o seu nome do do irmão.
Anos depois, em 1988, partiu para Londres onde esteve a estudar. Veio de lá licenciado em teatro musical e já com algumas participações em vários musicais no currículo, como The Mikado, Carousel ou Man of La Mancha.
É em 1993 que volta para Portugal e desde essa altura tem somado êxitos. Sempre com aulas de canto e constantes formações em representação, participa em espetáculos como Maldita Cocaína (1993), A Minha Noite com Gil (1996), Sweeney Todd (1997 e 2007), Amalia (2007) e Cabaret (2008/2009) que lhe valeu uma primeira nomeação para os Globos de Ouro na categoria para Melhor Ator de Teatro.
Como coreógrafo assinou inúmeros musicais, quase tantos quantos os espetáculos e galas que dirigiu. Os trabalhos em televisão também não têm conta. Foi diretor vocal da gala dos 50 anos da RTP, participou como professor de canto e interpretação no Família Superstar e fez parte do júri do programa Chamar a Música. Fazer dobragens é outra das vertentes da sua vida profissional.
Em 2010, Henrique Feist teve a seu cargo a tradução e encenação do musical Rapazes Nus a Cantar, que esteve em cena no Casino Estoril.
No ano seguinte voltou a ser aclamado pela crítica quando apresentou o seu espetáculo Era uma vez a Broadway, no restaurante-bar Vinyl.
2012 ficou marcado pela estreia de Broadway Baby – A História do Musical Americano, primeiro no Teatro Estúdio Mário Viegas e depois um pouco por todo o país. Foi justamente este espetáculo comemorativo dos 30 anos de carreira dos irmãos Henrique e Nuno Feist que lhe valeu o Globo de Ouro de Melhor Ator.
Já no início deste ano, os irmãos Feist foram homenageados com o prémio ASA de Ouro, atribuído pela Academia de Santo Amaro.
Uma voz versátil, energia em palco, capacidade interpretativa e disponibilidade para aprender têm sido os grandes trunfos do seu sucesso.
Na mesma categoria estavam nomeados Elmano Sancho (Herodíades), João Reis (O Mercador de Veneza) e Miguel Seabra (O Senhor Ibrahim e as Flores do Corão).

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras