Nas Bancas

Melhor Atriz Teatro: Luísa Cruz

A atriz, que já recebeu o Globo de Ouro de Melhor Actriz de Teatro em 2006, volta a estar nomeada pelo seu desempenho, desta vez na peça 'A Cidade', com encenação de Luis Miguel Cintra.

Cláudia Alegria
10 de maio de 2011, 15:47

Luísa Cruz é licenciada pela Escola Superior de Teatro e Cinema do Conservatório Nacional de Lisboa e, para além do trabalho em teatro, a sua carreira enquanto atriz inclui também o cinema, tendo participado em filmes realizados por Fernando Matos Silva (Ao Sul), Leão Lopes (Ilhéu de Contenda) e Teresa Villaverde (Os Mutantes).
Em televisão, integrou o elenco de séries e telenovelas, para além de ter participado regularmente em dobragens para filmes infantis.

No teatro, trabalha como atriz profissional desde 1985. Durante dez anos esteve ligada ao Teatro da Cornucópia onde, para além de Luís Miguel Cintra, trabalhou com encenadores como Rui Mendes, Adriano Luz, Christine Laurent, Stephan Stroux, Miguel Guilherme e José Wallenstein. Colaborou pela primeira vez com o TNSJ no espetáculo Para Chopin - Piano Forte, a que se seguiram A Ilusão Cómica, de Pierre Corneille, Linha Curva, Linha Turva, Barcas, de Gil Vicente, Entradas de Palhaços, História de Babar, O Elefantezinho/A Menina do Mar, recital com direção musical de João Paulo Santos. Em 2003, integrou o elenco de Um Hamlet a Mais, espetáculo de Ricardo Pais com música de Vítor Rua para o texto de William Shakespeare; de Rua! Cenas de Música para Teatro, espetáculo de reabertura do Teatro Carlos Alberto; da remontagem de Castro, de António Ferreira, tendo integrado ainda o elenco de A Vida é Sonho, com encenação de Luís Miguel Cintra e Uma Cama entre Lentilhas, com encenação de Jorge Pinto/Ensemble - Sociedade de Actores).

Participou em várias óperas no Teatro Nacional de São Carlos. Nos seus mais recentes trabalhos contam-se as prestações em Sondai-me! Sondheim, espetáculo a partir de canções de Stephen Sondheim, dirigido por Ricardo Pais e João Henriques, Tudo Isto é Fado!, no qual cantou fado acompanhada ao piano por Jeff Cohen, e Figurantes, de Jacinto Lucas Pires, com encenação de Ricardo Pais. Em Março de 2005, juntamente com o pianista Jeff Cohen lança o CD de fados Quando Lisboa Anoitece.

Em 2010 participa na telenovela Espírito Indomável no papel de Mariana Meireles. No mesmo ano, integra o elenco da peça A Cidade, com encenação de Luis Miguel Cintra, papel pelo qual está nomeada para a próxima edição dos Globos de Ouro.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras