Nas Bancas

Musica.jpg

‘Pica do 7’, de António Zambujo, considerada a Melhor Música do ano passado

Na XX Gala dos Globos de Ouro.

CARAS
25 de maio de 2015, 01:01

Numa só noite, António Zambujo subiu duas vezes ao palco do Coliseu dos Recreios e recebeu dois Globos de Ouro: o primeiro pelo álbum Rua da Emenda e o segundo pelo tema Pica do 7.
“Muito obrigado a todos. Quero agradecer à SIC e à CARAS e gostava também de sugerir que este prémio fosse entregue ao autor da música, por isso vou entregá-lo ao meu melhor amigo, o Miguel Araújo, que é um músico fabuloso”, afirmou o artista, chamando ao palco o colega. Os dois acabaram por protagonizar um dos momentos mais divertidos da noite, quando Miguel Araújo referiu que quando escreveu o tema precisou de alguém com “uma voz fininha para o cantar”, pois a sua “era demasiado máscula”.
O prémio foi entregue por Rita Ferro Rodrigues e João Baião.

O tema Pica do 7, escrito por Miguel Araújo, faz parte do último álbum de António Zambujo, Rua da Emenda.
Letra:
De manhã cedinho
Eu salto do ninho e vou p'rá paragem
De bandolete, à espera do sete
Mas não pela viagem

Eu bem que não queria
Mas um certo dia, vi-o passar
E o meu peito céptico
Por um pica de eléctrico voltou a sonhar

A cada repique
Que soa do clique da aquele alicate
De um modo frenético
O peito é céptico toca a rebate

Se o trem descarrila
O povo refila e eu fico no sino
Pois um mero trajecto
No meu caso concreto, é já o destino

Ninguém acredita no estado em que fica o meu coração
Quando o sete me apanha
Até acho que a senha me salta da mão
Pois na carreira desta vida vã
Mais nada me dá a pica que o pica do sete me dá

Que triste fadário
E que itinerário tão infeliz
Traçar meu horário
Com o de um funcionário de um trem da carris

Se eu lhe perguntasse
Se tem livre passe para o peito de alguém
Vá-se lá saber
Talvez eu lhe oblitere o peito também

Ninguém acredita no estado em que fica o meu coração
Quando o sete me apanha
Até acho que a senha me salta da mão
Pois na carreira desta vida vã
Mais nada me dá a pica que o pica do sete me dá
Mais nada me dá a pica que o pica do sete me dá
Na mesma categoria estavam nomeados os temas Vayorken (do CD Sereia Louca, dos Capicua), Às Vezes (do CD Uma Questão de Principio, dos D.A.M.A.) e Balada Astral (do CD Crónicas da Cidade Grande, de Miguel Araújo).

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras