Nas Bancas

Dead Combo

Dead Combo

D.R.

Melhor Grupo: Dead Combo

Nomeados com o CD ‘Lisboa Mulata’.

Redação CARAS
18 de maio de 2012, 00:36

Pode dizer-se que a banda Dead Combo surgiu um pouco por acaso. Depois de um concerto do americano Howe Gelb, em 2001, Tó Trips pediu boleia a Pedro Gonçalves, sem sequer imaginar que este não tinha carro. Acabaram por ir juntos a pé até ao Bairro Alto e tiveram a ideia de gravar um disco de homenagem a Carlos Paredes, considerado o génio da guitarra portuguesa. E daquela que poderia ter sido apenas uma conversa banal, nasceu então o álbum de tributo ao guitarrista, Movimentos Perpétuos – Música para Carlos Paredes, muito aplaudido pela crítica.
Apesar dos projetos da banda terem começado em 2001, 2003 é o ano apontado com a data efetiva da criação dos Dead Combo.
Em 2004 foi lançado Vol.1, eleito Álbum do Ano pelo jornal Público. Um dos temas desse álbum, Rumbero, foi escolhido por Charlie Gillett, da BBC, para integrar a sua compilação intitulada The Sound of the World – 2005.
O disco seguinte, Vol.2 – Quando a Alma Não é Pequena, foi editado em novembro de 2006 e voltou a merecer os melhores elogios, tanto a nível nacional como internacional. Guitars From Nothing chegou ao público um ano depois.
Tó Trips e Pedro Gonçalves compuseram também a banda sonora original do filme Slightly Smaller Than Indiana, realizado por Daniel Blaufuks.
Em 2008, com o lançamento de Lusitânia Playboys, a banda ganhou maior projeção. O trabalho contou com participações de Howe Gelb, Kid Congo Powers, Carlos Bica e Alexandre Frazão, entre outros. O álbum recebeu diversos prémios, que o destacaram com o melhor do ano.
O ano seguinte ficou marcado com a edição do primeiro álbum gravado ao vivo – Live Hot Clube – com Alexandre Frazão na bateria.
Lisboa Mulata, apresentado em 2011, é o último álbum dos Dead Combo e é justamente por esse trabalho que a banda está nomeada para o Globo de Ouro de Melhor Grupo. Inspirado nos ritmos da morna de Cabo Verde, nos desertos da América do Sul e no ambiente das tabernas portuguesas, este disco é complementado com o trabalho de Marc Ribot, Camané, Sérgio Godinho e Alexandre Frazão.
Em termos de sucesso e projeção internacional, 2012 será também ano muito produtivo para a banda portuguesa, uma vez que apareceram no programa de culinária de Anthony Bourdain sobre Lisboa, o que os fez entrar imediatamente no top 10 do iTunes americano. Vão ainda atuar no Festival de Cinema de Cannes, que decorre entre 16 e 27 de maio, na estreia do filme Cosmopolis, realizado por David Cronenberg e produzido por Paulo Branco.
Amor Electro (com o CD Cai o Carmo e a Trindade), Buraka Som Sistema (com o CD Komba) e Clã (com o CD Disco Voador) são as outras bandas portuguesas que disputam o prémio Melhor Grupo na XVII Gala dos Globos de Ouro.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras