Nas Bancas

6.jpg

Globo de Ouro de Melhor Desportista Feminino novamente entregue a Telma Monteiro

Judoca foi distinguida no Coliseu dos Recreios, à semelhança do que já tinha acontecido em 2010, 2011, 2015 e 2016.

CARAS
22 de maio de 2017, 00:02

Depois de ter vencido o quarto Globo de Ouro da sua carreira, no ano passado, Telma Monteiro teve uma época de alto nível, cujo ponto alto foi a conquista da sua primeira medalha (bronze) nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro. Em novembro, a atleta foi condecorada com o título de comendadora da Ordem do Mérito pelo Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa. E este domingo, 21 de maio, Telma Monteiro recebeu o seu quinto Globo de Ouro pelos feitos alcançados.
“Boa noite a todos. Uma vez mais, obrigada à SIC e à CARAS por me darem a oportunidade de subir a este palco e ganhar o Globo de Ouro. É um Globo de Ouro especial pelo facto de facto de ser o reconhecimento da medalha que ganhei nos Jogos Olímpicos, esperei 12 anos [risos]. Mas (…) as mulheres são persistentes, valeu a pena. Obrigada a todos os que fizeram parte desta caminhada, à minha família, aos meus amigos e a todas as pessoas que experienciaram este momento comigo e, claro, ao clube de quase todos os portugueses, o Benfica” , disse a judoca no seu discurso de agradecimento.

Telma Alexandra Pinto Monteiro nasceu a 27 de dezembro de 1985, em Almada. A sua carreira desportiva começou com incursões no futebol e no atletismo, mas, aos 14 anos, começou a praticar judo por incentivo da irmã. Atualmente pelo Sport Lisboa e Benfica.
Telma conquistou uma medalha logo na sua primeira competição oficial, dando assim início a uma carreira que a leva a ser a melhor judoca portuguesa de sempre, contando já no seu curriculum, entre outros, com quatro títulos de campeã da Europa e quatro títulos de vice-campeã mundial.
Participou nos Jogos Olímpicos de Atenas, em 2004, e de Pequim, em 2008, onde se classificou em 9.º lugar.
Foi precisamente nesse ano que a jovem passou por um período complicado. “Foi um ano muito negativo, perdi o treinador [António Matias, de 43 anos, sentiu-se mal durante um treino e morreu], lesionei-me, os JO correram mal, fui supercriticada na comunicação social, tive um problema com o meu agente na altura. Aos 21 anos já tinha passado por tudo e mais alguma coisa, estava preparada para a vida”, lembrou em entrevista ao Jornal i.
Em 2011, Telma Monteiro formou-se em Educação Física e Desporto pela Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias.
No ano seguinte foi escolhida para ser a porta-estandarte da comitiva portuguesa nos Jogos Olímpicos de Londres. Contudo não conseguiu conquistar a tão almejada medalha olímpica, tendo sido eliminada logo no seu primeiro combate da competição.
A judoca portuguesa soma um total impressionante de medalhas em Taças do Mundo, Campeonatos Europeus e Campeonatos do Mundo.
Em 2014, a judoca do Benfica conquistou a medalha de pretas nos Mundiais de Judo, na Rússia.
Telma Monteiro conquistou a Medalha de Ouro nos Primeiros Jogos Europeus de Baku, no Azerbaijão, em junho de 2015, e quatro meses depois voltou a ser a melhor no Grand Slam de Paris.
Já em fevereiro de 2016, após uma lesão em Paris, a judoca teve de ser operada ao ligamento lateral interno do joelho esquerdo, o que a obrigou a estar parada durante alguns meses. Quando subiu ao palco do Coliseu dos Recreios para agradecer o seu quarto Globo de Ouro, Telma Monteiro mostrou determinada em conseguir um bom resultado nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro. “Aproveito a oportunidade para dizer que estou recuperada da minha lesão e vou fazer tudo para que dia 14 de agosto seja muito especial”, disse na XXI Gala do Ano. E cumpriu: trouxe uma medalha de bronze do Brasil.
Na mesma categoria estavam nomeadas Patrícia Mamona (atletismo), Tamila Holub (natação) e Teresa Bonvalot (surf).

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras