Nas Bancas

Dino Gonçalves: “Impressionar com as minhas criações é o meu maior desafio”

O arquiteto e decorador transformou a sala onde decorreu o jantar dos nomeados dos Globos de Ouro num jardim metálico.

Cristiana Rodrigues
16 de junho de 2018, 11:07

Flores vermelhas, roxas, cor-de-rosa e púrpura, verdura da que cresce à beira-mar, metros e metros de fitas de cetim e papel celofane compunham as silhuetas brilhantes e metálicas, cortadas à mão, que deram vida aos arranjos florais que decoraram as dezenas de mesas da sala da Câmara de Comércio e Indústria Portuguesa, onde decorreu o jantar dos nomeados da XXIII Gala dos Globos de Ouro. Uma decoração futurista, atual e sofisticada com a assinatura de Dino Gonçalves, que há dez anos é o autor dos cenários magníficos que enchem o olho nestes momentos de convívio que antecedem a cerimónia no Coliseu. “Este ano inspirei-me no brilho metálico das cores dos focos, das luzes de palco que fazem lembrar os vídeos alegres dos ABBA”, explicou o arquiteto e decorador madeirense momentos antes de surpreender os convidados com o seu trabalho, uma parceria com a Decoflorália.
Os elogios ao seu “jardim metálico” foram muitos e no fim, já a desfrutar de um copo de vinho, Dino não podia estar mais orgulhoso: “É muito difícil agradar a toda a gente, mas a maioria fez muitos elogios. Impressionar com as minhas criações é o meu maior desafio. É um trabalho árduo escolher material diferente ano após ano, e já lá vão dez desta feliz parceria, mas estou muito contente com o resultado. Valeu a pena!”

Fotos: Jorge Firmino

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras