Nas Bancas

6-1.jpg

Globo de Ouro de Melhor Treinador vai para as mãos de Leonardo Jardim

O seu trabalho à frente do Mónaco fez a diferença.

CARAS
21 de maio de 2018, 00:32

Leonardo Jardim foi distinguido como Melhor Treinador. Na sua ausência, os apresentadores Júlia Pinheiro e João Paulo Rodrigues prometeram, em nome da organização, fazer chegar o galardão ao distinguido.

Nascido na Venezuela, filho de emigrantes portugueses, foi muito cedo para a Madeira, e foi aí que começou a sua carreira de treinador principal, aos 27 anos, na Associação Desportiva da Camacha, onde permaneceu durante cinco épocas. Os bons resultados obtidos conduziram-no Desportivo de Chaves em 2007, acabando por conduzir o clube à Liga de Honra. Dois anos depois, um convite do S.C. Beira-Mar leva-o aos comandos do clube e desta vez sobe à Primeira Liga. Na época seguinte, quando o clube se encontrava a disputar os lugares cimeiros da tabela, Jardim acaba por abandonar o Beira-Mar e substitui Domingos Paciência à frente do S.C. Braga,. A 5 de junho de 2012 Jardim celebrou um contrato de dois anos com o clube grego Olympiacos FC., de onde saiu um ano depois para se juntar, na época seguinte, ao Sporting Clube de Portugal como treinador da primeira equipa por duas temporadas, levando o clube, antes da sua saída, ao segundo lugar. Em 8 de junho de 2014 foi apresentado como treinador do AS Monaco por duas temporadas.

Na mesma categoria estavam nomeados Hélio Lucas (canoagem), José Mourinho (futebol) e Rui Vitória (futebol).

Veja a cobertura completa e as imagens exclusivas na edição desta semana da CARAS.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras