Nas Bancas

Luciana Abreu faz provas de roupa para o número de abertura dos Globos de Ouro

Acompanhámos Luciana à loja e ateliê PP Couture, em Campo de Ourique, onde ouviu as propostas de Patrícia Oliveira e Paula Clemente e acertou pormenores com as costureiras Mina e Guida.

CARAS
15 de maio de 2016, 11:00

É em cima de um palco que Luciana Abreu se sente bem: a cantar, a dançar ou a representar. Por isso, não esconde o entusiasmo por ter a seu cargo o número de abertura da Gala dos Globos de Ouro, que vai acolher os convidados no Coliseu dos Recreios no próximo dia 15. “Há meses que estamos a preparar a gala. Vai estar muitas gente em palco, cantores, atores, dançarinos, muitas caras da SIC... O cenário é completamente novo, nunca foi feito, garanto que o espetáculo vai causar impacto”, adian­ta, confirmando que o sucesso se deve muito ao grupo de profissionais que acompanha cada passo. No caso deste momento de reportagem, a criação do guarda-roupa, da responsabilidade da agência Cruzeta Torcida, através do ateliê PP Couture, um trabalho desenvolvido pela figurinista Paula Clemente e pela designer de moda Patrícia Oliveira. São elas as autoras do guarda-roupa que o grupo de artistas apresentará em palco. E há uma série de regras a cumprir, não basta a questão estética, explica a própria Luciana: “Há que conseguir soluções de guarda-roupa que brilhem e se adeqúem ao espetáculo e, simultaneamente, permitam a mobilidade exigida num número de canto e dança. Envolve um enorme esforço de coordenação.” E a atriz e cantora assegura que não é nada exigente. “Não sou vaidosa nem faço exigências, só preciso de me sentir segura e saber que tudo corre bem.”

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras