Nas Bancas

users_0_10_manuela-maria-8e68.jpg

Victor Freitas

Manuela Maria

Começou a representar aos quatro anos e hoje é uma das grandes actrizes do teatro português.

Cristiana Rodrigues
27 de abril de 2010, 21:44

Manuela Maria quase dispensa apresentações. Nasceu a 26 de Janeiro de 1935 e quatro anos depois já mostrava queda para a representação. Talvez porque desde cedo acompanhou os pais na companhia itinerante que lhes pertencia.

Depois o seu percurso foi tomando forma. Em 1958 estreou-se no teatro de revista, fez comédia, e foi uma das actrizes que integrou o elenco de Maldita Cocaína, A Canção de Lisboa e My Fair Lady (Globo de Ouro para a melhor peça de Teatro em 2003), produções de Filipe La Féria. Dez anos depois de ser ter estreado no teatro aceita o desafio de António da Cunha Telles e junta ao currículo um filme. Seguem-se mais algumas experiências no cinema. O mundo da televisão abre-lhe as portas em 1990. Vidas de Sal, Os Lobos e Terra Mãe, são algumas das novelas em que se destaca. Ainda teve a seu cargo a direcção de actores de Morangos Com Açúcar.

O musical A Casa do Lago, que esteve em cena no Rivoli, no Porto, contou com Manuela Maria, que interpretou o papel que valeu a Katharine Hepburn, em 1982, o Óscar de melhor actriz. Manuela Maria, juntamente com Joaquim Rosa, é protagonista de uma história humana e comovente. Este papel já pertenceu a Eunice Muñoz quando La Féria estreou esta peça no Politeama há uns anos.

Manuela Maria foi casada durante 42 anos com o actor Armando Cortez, que morreu em 2002. Desse casamento tem um filho, Pedro Cortez.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras