Nas Bancas

users_0_10_joao-salaviza-b2fd.jpg

Miguel Manso

João Salaviza

Foi premiado no Festival de Cannes com a curta-metragem Arena, o primeiro filme português a conseguir esta distinção.

Cristiana Rodrigues
27 de abril de 2010, 21:55

Com Arena, João Salaviza já tinha ganho um prémio no IndieLisboa, em Maio de 2009. Foi seleccionado para fazer parte do Festival de Cinema de Cannes que considerou este filme a melhor curta-metragem da competição. Para João Salviza, que nasceu em Lisboa, a 19 de Fevereiro de 1984, o seu filme estar em Cannes já era uma vitória.

Mas, a Palma de Ouro foi-lhe entregue. Foi o realizador mais jovem de sempre a ganhar este prémio. Viveu quinze minutos de fama, tantos quantos tem a curta-metragem. Foi aplaudido, fotografado, entrevistado pela Imprensa mundial. Recebeu os parabéns do Presidente da República, do Ministro da Cultura. Saboreou a vitória e momentos depois desceu à terra. Nunca se deixou deslumbrar.

O filme Arena, que já tinha sido inicialmente recusado para estar no Festival de Berlim, foi também a única produção portuguesa presente no Festival de Cinema de Tribeca, em Nova Iorque.

Antes deste filme, o realizador, de 26 anos, só ainda tinha feito uma curta quando ainda andava na faculdade: Duas Pessoas, com a qual ganhou um prémio na altura.

PARA VOTAR EM JOÃO SALAVIZA: 760 20 70 06

VEJA O TRAILER DE 'ARENA':

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras