Nas Bancas

Ana Moreira

Entrou no mundo da representação por acaso. Não foi para o Conservatório nem estudou artes dramáticas o que parece não ter influenciado o seu talento. Hoje é já uma actriz consagrada.

Cristiana Rodrigues
27 de abril de 2010, 21:40

Ser actriz não cabia nos seus sonhos de criança. Ana Moreira, que nasceu em Lisboa, a 13 de Fevereiro de 1980, estava ainda no ensino secundário quando se estreou na representação. Primavera, uma curta-metragem de João Tuna, abriu-lhe as portas para um futuro que nunca tinha imaginado. Para se dedicar à paixão que descobriu, Ana Moreira interrompeu - um bocadinho à revelia dos pais, para quem os estudos estavam primeiro -, o curso de design gráfico. Hoje, e embora não esteja arrependida por ter eleito a represnetação como percurso principal, gostaria de terminar o curso. talvez um dia quando tiver tempo, porque agora quer estar disponível para fazer o que gosta: representar.

Os Mutantes (filme que lhe valeu os prémios de melhor actriz nos Festivais internacionais de cinema de Taormina e Bastia), Tarde Demais, Água e Sal, Rasganço, O Fascínio, Adriana, O Capacete Dourado, Transe, Histórias de Alice e A Corte do Norte preenchem o seu currículo cinematográfico. Pelo meio, passou pelo teatro e entretanto enveredou pela televisão. A série Pedro e Inês e a telenovela Olhos nos Olhos, catapultaram o seu nome para o circuito comercial.

Vencedora do Globo de Ouro para Melhor Actriz em 2006, Ana Moreira volta a estar nomeada este ano na mesma categoria pela sua prestação em A Corte do Norte, de João Botelho.

VEJA O TRAILER DE 'A CORTE DO NORTE':

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras