Nas Bancas

GLOBOS DE OURO 2007:Eunice Muñoz distinguida com Mérito e Excelência

GLOBOS DE OURO 2007:Eunice Muñoz distinguida com Mérito e Excelência

GLOBOS DE OURO 2007: Eunice Muñoz distinguida com Mérito e Excelência

Redacção Caras
14 de maio de 2008, 00:00

Nasceu no seio de uma família de artistas, mas não queria nem ver os palcos por perto. Ironia do destino, foi neles que se celebrizou. Eunice Muñoz dispensa apresentações. Actriz há 58 anos, acumula muitos sucessos e prémios não lhe faltam no currículo. O último foi-lhe entregue por Francisco Pinto Balsemão.

Aos 79 anos, Eunice Muñoz subiu ao palco do Coliseu dos Recreios para receber o Globo de Mérito e Excelência. Um troféu que anualmente distingue uma personalidade que, como disse o presidente do Grupo Impresa, "essa área e deu ao nosso país uma obra e um exemplo que queremos recordar para além de ter provas dadas na sua área profissional, transcendeu".

Num misto de surpresa e alegria, a actriz, que se estreou profissionalmente na peça Vendaval, confessou não ter jeito para fazer discursos. Daí que tenha tentado desviar as atenções para Pinto Balsemão, elogiando-o. "Nós actores devemos-lhe muito. Sempre teve enorme consideração e respeito pelos actores. Tenho por si muita admiração" , disse a actriz, adiantando: "Não estava nada à espera de receber este prémio e, por isso, foi difícil controlar os meus nervos. Quando entro em cena, tenho o trabalho todo preparado, mas para hoje não tinha nada."

Na plateia, duas netas da actriz, Marta, de 20 anos, e Joana, de 14, não conseguiram conter as lágrimas. "Estamos cheias de orgulho da avó. Ela tem um talento inegável", disseram à CARAS. Um talento que foi mais forte que a luta que a homenageada travou contra a sua vontade de ser artista. O 'bichinho' do teatro falou mais alto e Eunice rendeu-se às evidências.

Destacou-se no cinema e na televisão, mas é o teatro a sua segunda casa. Natural da Amareleja, que não esquece, Eunice Muñoz descreve-se como uma mulher simples, mas com sonhos que conseguiu concretizar: "Sempre tive esta ideia maluca de querer mais e de fazer uma auto-avaliação constante, quase obsessiva. Acho que nasci actriz e vou ser actriz até ao fim dos meus dias."

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras