Nas Bancas

_RCS5798.jpg

Patrícia Carrilho: "Precisava de ter o meu próprio negócio para ser eu a tomar as decisões"

A empresária criou há três anos a sua empresa de organização de eventos.

CARAS
23 de outubro de 2019, 09:00
Capa1263.jpg

Há três anos, Patrícia Carrilho deixou o seu trabalho como delegada comercial na indústria farmacêutica para se dedicar a fundar uma empresa de organização de eventos, a Menta Dourada, na qual garante fazer de tudo um pouco. "Uma pessoa que está à frente de uma empresa tem que dar o exemplo. Não fico a ver as minhas colegas trabalharem. Sou eu que vou montar o móvel e vou para cima do escadote e se for preciso varrer o chão também o faço".

Aos 31 anos é casada com o médico Pedro Carrilho, com quem tem dois filhos, Pedro Martim, de seis anos, e Maria Leonor, de quatro. "Sempre quis constituir família e, felizmente, tudo se realizou".

Uma entrevista para ler na edição da CARAS desta semana.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras