Nas Bancas

Victoria’s Secret tenta renovar a sua imagem com nova campanha

A marca pretende apostar na diversidade.

CARAS
10 de outubro de 2019, 11:44

Uma modelo plus size, uma transsexual, uma negra e outra asiática. É desta forma que Victoria's Secret pretende renovar a sua imagem, depois de nos últimos anos a marca ter sido várias vezes acusada de falta de diversidade nas manequins escolhidas. Estas modelos desfilaram uma coleção cápsula que a empresa criou em conjunto com a Bluebella, pelo que esta ainda não será uma colaboração fixa. No entanto, é um passo importante para a marca.

Ali Tate Cutler tornou-se assim na primeira modelo de tamanhos grandes a trabalhar para a Victoria's Secret. Veste o tamanho 44 e, nas redes sociais, mostra-se feliz por ter sido escolhida para posar para uma marca que diz admirar desde a adolescência. "Creio que sou a primeira modelo de tamanho 44 a trabalhar para a Victoria's Secret. Grande passo na direção certa", escreveu na sua conta no Instagram.

May Simon Lifschitz é uma modelo transsexual dinamarquesa e, tal como Ali, está entusiasmada por fazer parte da campanha. Nas redes sociais afirma sentir-se "livre" com este projeto. "Estou muito grata por ter a oportunidade de participar e sinto-me sortuda por fazer parte deste grande projeto. Ao expressar a vulnerabilidade acredito que podemos ajudar-nos mutuamente a sermos mulheres mais fortes", acrescenta.

De recordar que no ano passado o diretor de marketing da marca, Ed Razek, viu-se envolvido numa grande polémica quando afirmou que a Victoria's Secret nunca contrataria modelos transsexuais ou plus size, mantendo-se fiel ao seu "ideal de beleza". No passado mês de agosto Razek demitiu-se depois de a marca ter contrato a primeira modelo transsexual, a brasileira Valentina Sampaio.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras