Nas Bancas

Carolina Loureiro-6509.jpg

João Lima

Carolina Loureiro “não me sinto confortável com a fama, mas sei que é inevitável”

Aos 27 anos, a atriz vive o maior desafio da sua carreira como protagonista da nova novela da SIC, “Nazaré”.

Andreia Cardinali
22 de setembro de 2019, 13:00

Carolina Loureiro, de 27 anos, tem um sorriso contagiante e uma forma serena e otimista de encarar a vida. Sem receio das palavras, a atriz esclarece que, ao contrário do que tem sido publicado nos últimos dias, não mantém nenhuma relação amorosa com Ângelo Rodrigues, de quem é amiga: “Romance? Não! Eu e o Ângelo temos um grupo de amigos em comum. Vivemos perto um do outro e estamos várias vezes juntos. Nem percebi de onde veio essa notícia, não faz qualquer sentido.”
Afastada da representação há quatro anos – depois da estreia em Morangos com Açúcar, em 2011, entrou em mais três novelas da TVI antes de se tornar repórter do Fama Show, que só deixou há uns meses –, enfrenta agora o maior desafio da sua carreira como protagonista da nova novela da SIC, Nazaré. A trabalhar na área que é a sua paixão, Carolina vive dias felizes, muito diferentes dos tempos mais difíceis que enfrentou quando veio de Pombal, onde vivem a mãe e os dois irmãos (os pais separaram-se quando tinha 19 anos), para Lisboa tentar a sorte na representação, época em que, como já assumiu, viveu com um orçamento reduzido.

– Foi muito transparente na entrevista que deu no programa Alta Definição, onde revelou que os seus primeiros tempos em Lisboa não foram fáceis, assim como assumiu a relação distante com o seu pai. Deve ter recebido muitas mensagens...

Carolina Loureiro – Muitas, nem tive tempo de agradecer. Estou muito contente, acho que toda a gente gostou de me conhecer melhor. Tenho recebido mensagens carinhosas de pessoas a dizer que não vão perder a Nazaré também por causa do programa.

– Acabou por se emocionar e falar da relação com o seu pai...

– Tudo o que disse foi espontâneo, era o que sentia no momento. Digo sempre o que me está no coração, sei que é o que está certo. Não me escondo. Eu e o meu pai damo-nos bem. Estávamos mais afastados, mas hoje temos uma relação tranquila, embora seja diferente da relação muito próxima que tenho com a minha mãe. Os meus pais têm muito orgulho em mim e sabem que tudo o que disse me veio da alma, do coração.
– Esteve seis meses a gravar esta novela e não se soube. Foi um segredo bem guardado.
– Fiz um casting em outubro, antes de ir para o Peru, e só quando regressei soube que tinha ficado. Foi mesmo um segredo bem guardado, pois já sabia desde dezembro. Comecei logo a preparar-me, estive na Nazaré, só as pessoas próximas sabiam, foi uma surpresa para os outros. Estava com medo, mas as reações têm sido boas, tenho recebido imenso apoio. Estou feliz.

– Depois de quatro anos, regressa à representação pela porta grande.

– É verdade. [Risos.] Nunca tinha feito um papel de protagonista e muito menos com o peso desta. A Nazaré é uma personagem gigante e com uma carga muito grande que me está a dar muito gozo fazer. Ela é muito parecida comigo em muitas coisas e toda a preparação exigiu muito de mim, física e psicologicamente, mas estou muito contente. Sinto que me superei a mim própria e, sendo assim, não posso pedir mais nada. Estou muito feliz e realizada. Sei que é uma responsabilidade grande, obviamente que tenho alguns receios, não os ter seria estranho, mas também sei que me esforço e que trabalho ao máximo.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras