Nas Bancas

Tranquilo e sorridente, Iñaki Urdangarin sai da prisão

Aconteceu na manhã desta quinta-feira, dia 19.

CARAS
19 de setembro de 2019, 10:58

Iñaki Urdangarin abandonou o Centro Penitenciário de Avila ainda antes das 9h da manhã (8h em Lisboa) para começar o trabalho voluntário na Casa Don Orione, de Pozuelo de Alarcón, Madrid, onde "ajudará pessoas com deficiência", de acordo com informações avançadas pelo seu advogado, Pascual Vives. Esta foi a primeira vez que foi possível ver o marido da infanta Cristina desde que foi preso, em junho de 2018, no âmbito do caso Nóos.

O cunhado do rei Felipe VI chegou ao local de carro, uma medida tomada por questões de segurança, evitando que Urdangarin abandonasse o estabelecimento prisional a pé, sozinho. No entanto, das próximas vezes terá que se deslocar pelos seus próprios meios.

Urdangarin chegou ao local antes das 10h locais, sorridente e tranquilo, cumprimentando os jornalistas que ali se encontravam. Entrou pela porta principal, tal como fazem os restantes voluntários, e, antes de começar a trabalhar, reuniu-se com os responsáveis da Don Orione para saber quais vão ser as suas funções.

De recordar que o genro de Juan Carlos irá fazer trabalho comunitário duas vezes por semana - às terças e quintas -, durante um período de oito horas por dia, que começa a contar a partir do momento em que abandona o estabelecimento prisional, o que significa que deverá regressar à sua cela ao início da tarde.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras