Nas Bancas

Carolina60.jpg

Paulo Miguel Martins

Carolina Sttau Monteiro e Nuno da Franca, um casal com os mesmos objetivos

Juntos há ano e meio, o produtor de vinhos e a empresária vivem dias felizes ao lado dos seis filhos.

Andreia Cardinali
6 de julho de 2019, 12:46

Nos anos 90, Nuno da Franca Ribeiro teve uma agência de manequins, a Air Models, da qual Carolina Sttau Monteiro era agenciada. Depois perderam o contacto, mas os seus caminhos estavam destinados a cruzar-se, e, mais de 20 anos depois, Nuno, de 49 anos, e Carolina, sete anos mais nova, voltaram a encontrar-se em casa de amigos comuns. Criaram uma boa amizade e algum tempo depois, já os dois separados, iniciaram uma relação amorosa e perceberam que a vida de ambos faria mais sentido se a partilhassem. Os filhos de Carolina, Benedita, de 18 anos, e os gémeos António e João, de dez, e os de Nuno, Eva, de 23 anos, Sara, de 21, e Caetana, de três (nascida da relação do empresário com a atriz Carla Salgueiro), reforçaram ainda mais os laços desta família.

– Quem deu o primeiro passo na vossa relação?

Carolina – Fui eu. Mas não vou dizer onde e como. [Risos.]
– Isso demonstra que é uma mulher decidida...
– Muito. Não há dúvidas disso. Mas encontrámo-nos imensas vezes em jantares com amigos e só com o tempo e algumas conversas é que as coisas foram despertando em mim de outra maneira.
– E rapidamente passaram a ser uma família numerosa...

Nuno – É verdade, passámos de ter cada um três filhos para juntos termos seis.

– Como é feita a gestão familiar?

Carolina – Bom, as mais velhas já são crescidas e têm as suas vidas, os mais pequenos é que estão mais connosco. Mas não é fácil conseguirmos estar todos reunidos, conjugar férias, conciliar tudo com os pais e as mães deles. Nem sempre é fácil, mas tentamos que os fins de semana coincidam, para estarmos todos juntos.

– Quando isso acontece, deve ser a verdadeira loucura...

– É mesmo a loucura total. [Risos.] E a isso ainda juntamos os meus pais e o pai do Nuno.
Nuno – Uma família que era pequena de repente ficou mesmo numerosa. Mas eu adoro famílias assim. Fui educado dessa forma e no Natal ou na Páscoa juntamos a família toda e somos cerca de 60. Agora, com a da Carolina, passámos a 120. [Risos.] É uma grande confusão.

– Como foi quando os vossos filhos se conheceram?

Carolina – Primeiro esperámos um pouco para percebermos se a nossa relação ia resultar ou não, e depois, quando os apresentámos, correu superbem.

Nuno – O António e o João deram-se logo muitíssimo bem com a Caetana. Aliás, a Caetana trata-os como se fossem primos. Por serem mais pequenos e passarem mais tempo juntos, são como família. As mais velhas já são crescidas, estão noutro registo.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras