Nas Bancas

Familiares e amigos no último adeus a Niki Lauda

O ex-piloto de Fórmula 1 tinha 70 anos.

CARAS
30 de maio de 2019, 11:41

Nem a chuva afastou centenas de pessoas da Catedral de Santo Estêvão, em Viena, o local onde puderam prestar uma última homenagem a Niki Lauda.

A capela manteve-se aberta até ao meio-dia, altura em que foi celebrada a missa em homenagem ao ex-piloto de Fórmula 1. No local estiveram os filhos mais velhos de Lauda, Lucas e Mathias, fruto de seu primeiro casamento com Marlene Knaus, que acompanharam a viúva, Birgit, que se encontrava visivelmente emocionada.

Deste último casamento, nasceram, em 2009, os gémeos Max e Mia, que não foram vistos na catedral.

O caixão, sobre o qual Lucas colocou um dos capacetes do pai, encontrava-se rodeado de coroas de flores e fotografias do piloto.

Durante a manhã, dezenas de fãs da modalidade marcaram presença no local, enquanto que da parte da tarde, vários políticos como o presidente austríaco Alexander van der Bellen, praticantes do mesmo desporto, como Lewis Hamilton e Alain Prost e atores como Arnold Schwarzenegger e Daniel Brühl estiveram na catedral.

O funeral celebrou-se de forma íntima, apenas com a família e amigos mais chegados ao atleta.

Recorde-se que o tricampeão mundial de Fórmula 1 morreu no passado dia 20 de maio, aos 70 anos. O anúncio foi feito, na altura, pela própria família. “É com enorme tristeza que anunciamos que o nosso querido Niki morreu em paz, rodeado pela sua família", disseram, em comunicado.

Lauda tinha-se submetido a um transplante pulmonar no verão de 2018, e por esse motivo, esteve vários meses hospitalizado. Em janeiro deste ano voltou a ser internado, desta vez devido a uma pneumonia.

Veja as imagens.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras