Nas Bancas

Rita Pereira admite: “Ser mãe tornou-me uma mulher mais forte e poderosa”

A atriz e apresentadora esteve num evento onde revelou como tem conciliado o seu papel de mãe com o de mulher e de profissional.

Marta Mesquita
14 de abril de 2019, 18:58

Ser mãe sempre foi um dos maiores sonhos de Rita Pereira. Contudo, nesta aventura da maternidade, que já dura há três meses, nem tudo tem sido cor-de-rosa, como a apresentadora e atriz revelou durante um evento da Bepanthen Baby: “O maior desafio tem sido as cólicas e as noites, porque o Lonô acorda de três em três horas. Estou há 94 noites sem dormir, sei de cor. Não tem sido espetacular. Sempre disse que tinha de dormir oito horas. Agora, durmo quatro. E percebo que consigo viver com menos horas de sono. Claro que às 18h só me apetece fazer uma sesta. Estou sempre com sono. Essa é a parte pior. O melhor de tudo é ter um bebé com imensa saúde. Sou mesmo abençoada. É um gordo muito fixe.”
Ao seu lado em todos estes desafios, Rita tem o companheiro, Guillaume Lalung, ao qual não poupa elogios: “O Gui é um pai que faz tudo, é incrível. Fico surpreendida em saber que há homens que não sabem mudar uma fralda ou preparar o leite. O Gui leva-o para reuniões. Para mim, isso é que é normal. Cada vez tenho mais a certeza de que o Gui é o homem da minha vida. O nosso filho ainda nos uniu mais.”
Sem ter gozado licença de maternidade, Rita tem dado cartas no mundo da apresentação. Depois de ter conduzido o Dança com as Estrelas, apresenta agora o Apanha se Puderes. Para já, não está previsto voltar às novelas, como garantiu: “Neste momento dou preferência à apresentação, porque me deixa mais tempo para ser mãe, e assim tenho conseguido conciliar tudo. Ser mãe tornou-me uma mulher mais forte e poderosa. Sinto que consigo fazer tudo.”

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras