Nas Bancas

Fernanda Serrano orgulhosa da filha: “o sonho da Laura é ser atriz”

Fernanda esteve sempre ao lado da filha, dando-lhe explicações, tanto enquanto esteve nas mãos de Rosário Correia e Luzia Fernandes, que a maquilharam e pentearam, como depois, ao ser fotografada por Pedro Ferreira.

Vanessa Bento
30 de março de 2019, 16:01

Fernanda Serrano. Nome de mulher, mãe, atriz. De amor, de força e determinação. Dona de um olhar que agarra, de um sorriso que é ternura e de uma beleza que cativa. Estreou-se há mais de 20 anos na representação e há outros tantos que lhe acompanhamos a vida e a profissão. E entre muitos sucessos pessoais e profissionais, Fernanda viveu um dos dias mais especiais da sua carreira ao lado da filha, Laura, de 11 anos. Foi com ela que partilhou o set de uma sessão fotográfica pela primeira vez, para a campanha do Dia da Mãe da Majorica, marca de joias da qual a atriz é embaixadora. Sem conseguir esconder o orgulho e a emoção por ver a filha estrear-se ao seu lado neste mundo de que Laurinha quer fazer parte, Fernanda Serrano explicou, durante uma conversa com a CARAS num dos intervalos da sessão, que, apesar de querer resguardar os filhos ao máximo, respeita muito a personalidade e vontades de cada um, pelo que só podia aceder ao pedido da filha para fazerem esta campanha juntas. Contrariamente aos irmãos – Santiago, de 14 anos, Maria Luísa, de nove, e Caetana, de três –, Laurinha quer ser atriz e tem o apoio incondicional da mãe e do pai, Pedro Miguel Ramos, para começar a dar os primeiros passos nesse sentido. “Olho para as fotografias e nem me vejo a mim, até me esqueço... Só vejo a Laurinha, que está linda. Hoje nasce uma estrela”, confessa Fernanda, de sorriso rasgado, enquanto olha para a filha, com quem mostrou ter uma cumplicidade muito forte.

– Já há alguns anos que é cara da Majorica e que faz estas campanhas para a marca, mas esta teve um sabor particularmente especial...

Fernanda Serrano – A verdade é que nunca sabemos se tomamos as decisões certas ou não, sobretudo no que toca aos nossos filhos. E eu sempre fui tão defensora dos meus filhos, que é o que tenho de mais precioso na vida, que isto foi uma ideia muito maturada. Isto já vem do ano passado. Na altura recusei automaticamente. E a Laura soube do convite que tinha sido endereçado a ela, mas que eu não tinha partilhado porque já sabia do entusiasmo que iria gerar. O sonho dela é ser atriz. Não sei se quer seguir os passos da mãe ou não, isso pouco importa. Mas quer ser atriz e adora ir comigo para o teatro aos domingos à tarde, isto desde pequenina. Gosta de ouvir o barulho dos saltos no palco. Portanto, há aqui uma propensão fortíssima para este mundo. E ela tem noção do que é todo este universo e este tipo de trabalho e de exposição, que ela nunca recusou, ao contrário dos irmãos. O Santiago e a Maria Luísa querem ser anónimos e estar sossegados, longe dos olhares. A pequenina ainda é muito pequena... Já a Laura adora aparecer e fica furiosa quando a protejo. E quando soube deste segundo convite, disse-me que queria muito fazer estas fotografias comigo, porque seria uma coisa nossa, de mãe e filha. Coloquei, obviamente, à consideração do Pedro, que achou que, contrariamente ao que sempre defendemos, poderíamos experimentar, já que é uma coisa que ela quer tanto. Não podemos protelar isto para o resto da vida, a verdade é essa. Agora também já quer ir a castings, mas isso ainda não deixo, ela só tem 11 anos. Daqui a uns anos... Não sei se tem talento, atenção, mas é o que ela quer.

– Mas isso assusta-a?

– Não, nada. Adoraria que um dos meus quatro filhos seguisse os meus passos e aquilo que me faz levantar todos os dias de manhã para ir trabalhar. Até porque é uma profissão que desempenho com o maior dos orgulhos e que me realiza profissional e pessoalmente. No entanto, a minha indecisão provém do facto de isto representar a abertura da caixa de pandora em relação à Laurinha, e neste caso só a ela. Disse-lhe: “Laura, tens noção de que a partir de hoje nunca mais te vou conseguir proteger desta exposição e visibilidade que vais passar a ter? As pessoas vão passar a conhecer a tua cara.” Queria muito que fosse algo superconsciente e só assim poderíamos avançar com isto. Ainda assim, disse-nos que queria mesmo isto. Com o aval do pai e da mãe, aqui estamos nós. E este também é um projeto muito especial. É uma campanha para o Dia da Mãe, são joias de família, que passam das mães para as filhas... Mas só há pouco percebi que este irá ser o primeiro dia do resto das nossas vidas, assim, em conjunto, desta maneira. Hoje nasce uma estrela. E é engraçado, porque em casa sempre a apelidámos de estrelinha e hoje cumpre-se o nome.

– Esta é a consciencialização de que, de facto, a Laurinha está a crescer e a ganhar asas?

– Sim. Não sei se isso me deixa muito tranquila... Mas se estivermos todos confortáveis – eu, ela, o Pedro –, é só isso que importa. E que ela tenha noção dos perigos inerentes a esta exposição. Tem de estar ainda mais alerta do que qualquer outra criança da idade dela. Já tinha de estar, pelas razões óbvias, mas assim ainda mais. Temos de nos policiar todos em relação a isso, mas é com imenso orgulho que estou aqui hoje nesta sessão tão especial.

Uma entrevista para ler na íntegra na edição 1232 da CARAS

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras