Nas Bancas

Ricardo Pereira: “sou abençoado, tenho a família com que sonhei”

O ator esteve com a mulher, Francisca, e os filhos mais velhos no aniversário de uma loja de decoração.

Andreia Cardinali
5 de março de 2019, 10:01

Para quem tem filhos, a arrumação e organização da casa nem sempre é uma tarefa fácil, e Ricardo e Francisca Pereira sabem bem isso, sobretudo porque são pais de três crianças pequenas, Vicente, de sete anos, Francisca, de cinco, e Julieta, de 17 meses. “Com filhos pequenos a casa torna-se menos arrumada, mas mais harmoniosa e feliz. A nossa casa até é bem arrumadinha e somos os dois bastante metódicos nessa organização, até para eles terem alguma disciplina e perceberem qual é o espaço deles. Embora a nossa sala tenha de tudo um pouco... brinquedos de um, brinquedos de outro, se bem que segmentados por idades. Há de tudo: cavalos, jogos, puzzles, carrinhos, bonecas, faz parte. Também gostamos que eles se apropriem da casa e do espaço deles. Agora andamos na saga de educá-los a arrumar o que é seu. Podem desarrumar à vontade, mas depois cada um tem de ter a responsabilidade de arrumar as suas coisas”, afirmou o ator, depois de ter visto com atenção todos os recantos do espaço Las Kasas, em Alfragide, que celebrava o seu 15.º aniversário.
Por estarem numa loja de móveis e decoração, o ator e a mulher aproveitaram para ver algumas coisas para a sua casa, já que o facto de andarem em constante ponte aérea entre Portugal e o Brasil faz com que tenham um cuidado redobrado em transformar cada casa num lar. “Sentirmo-nos bem e felizes dentro da nossa casa, do nosso lar, é fundamental. Gostamos muito de experimentar as coisas antes de as comprarmos, e aqui podemos fazer isso. Hoje em dia até trazemos os miúdos, para que eles também tenham uma opinião”, explicou Ricardo, enquanto Francisca acrescentou: “A Boo [Francisca] pediu uma cama de casal. É modesta... [Risos.] Diz que é para quando tiver o quarto dela, já que o partilha com o irmão..., mas adora isso e não quer de outra maneira. Aliás, para nós é muito importante que o crescimento deles seja dessa forma, partilhado.”
“Faz todo o sentido. Crescem a partilhar os problemas, as coisas boas, as surpresas, criam um miniclube entre eles, e isso é ótimo. Às vezes dificulta na hora de ir para a cama, porque só querem brincar... Mas tudo isso faz parte e é tão bom! Sou abençoado. Tenho a família com que sonhei”, finalizou o ator.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras