Nas Bancas

Chef Miguel Laffan e família LC12.jpg

Luis Coelho

Miguel Laffan: “A cozinha é a namorada mais ciumenta que pode existir”

O primeiro “chef” a conquistar uma estrela Michelin para o Alentejo assegura que a cozinha o ajudou a ultrapassar momentos difíceis.

Cláudia Alegria
23 de fevereiro de 2019, 17:32

Miguel Laffan tinha 16 anos quando começou a servir à mesa em restaurantes, na zona de Cascais, de onde é natural, mas era para a cozinha que fugia sempre que tinha oportunidade, para esclarecer todas as dúvidas culinárias. Mais tarde, pela mão de um conceituado chef, faz as malas e parte para Aix-en-Provence, onde aprende os segredos da prestigiada cozinha francesa. Viajou um pouco por todo o mundo e em 2011 aceita o desafio de liderar o recém-inaugurado L'And Vineyard’s, em Montemor-o-Novo, onde acabaria por conquistar a sua primeira estrela Michelin e onde se manteve durante oito anos, até decidir regressar a Cascais.
“Há 20 que estava fora da minha terra natal e queria regressar às minhas origens, com toda a experiência que acumulei neste percurso tão rico de experiências e memórias. Os astros estavam todos alinhados nesse sentido”, conta Miguel, que recebeu todo o apoio da companheira, a designer de interiores Kikas Lagoa, com quem posou, com a filha mais nova, Isabel, de dois anos e meio, na zona do Guincho, onde desde o início do ano dirige a cozinha do emblemático restaurante Porto de Santa Maria.

– Apesar de ambos serem desta zona, foi na Madeira que se conheceram?
Kikas – É verdade. O mais engraçado é que até temos a mesma idade e amigos em comum, mas foi na Madeira que nos conhecemos, pela mão da Nini Andrade Silva. Eu estava a dirigir o Design Center no Molhe do Funchal e o Miguel tinha sido convidado para ser consultor do restaurante dinatoire do centro.

– Entretanto, nasceu a vossa filha...
– Sim, baralhou ali os meus planos e acabei por vir para o continente. A Isabel nasceu no final de setembro de 2016. Custou-me abandonar aquele projeto, mas ser mãe era um sonho, era a minha oportunidade de ter uma família.

– Quem é que cozinha lá em casa?
– Sou eu. O Miguel cozinha muito pontualmente, porque sempre odiou as cozinhas das casas onde vivemos até à data.
Miguel – Parecem casinhas de bonecas...

– E a Kikas cozinha bem?
– Está a melhorar de dia para dia.

– Calculo que o nível de exigência também seja elevado…
Kikas – A verdade é que dou o meu melhor. E somos muitos lá em casa, a contar com os meus enteados.
Miguel – Tenho três filhos de relações anteriores, o Rafael, de 17 anos, o Gabriel, de 13, e a Francisca, que nasceu em maio de 2015.

– É fácil gerir uma família numerosa?
– É mais fácil gerir uma brigada de 30 homens numa cozinha!

Leia esta entrevista na íntegra na edição 1225 da revista CARAS.
Assinatura Digital

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras