Nas Bancas

Livraria Lello, uma das mais bonitas do mundo, celebra 113 anos de história

Para celebrar o 113.º aniversário da Lello, várias igrejas da Baixa, dos Clérigos à Sé, tocaram os sinos em uníssono.

Joana Brandão
26 de janeiro de 2019, 10:03

Considerada uma das três livrarias mais bonitas do mundo, a Lello, no Porto, celebrou condignamente os seus 113 anos com uma festa que esteve aberta ao grande público, mas que começou com um momento reservado a convidados, em que foi homenageado o ensaísta e filósofo Eduardo Lourenço. Aplaudido por todos pelo seu percurso e contributo à nação, foi descrito por Marcelo Rebelo de Sousa, numa mensagem gravada em vídeo, como “o maior português da contemporaneidade viva”. O Presidente da República felicitou também a livraria pelo aniversário e a sua importância histórica em Portugal e no mundo.
“Este é um dia muito importante para todos nós, porque vamos recuperar a Bolsa de Valores do Porto e trazê-la à livraria para dar início à oferta pública de aquisição de três monumentos ao jornalismo, à imaginação e à nação: a Gazeta da Restauração, o primeiro jornal do reino, de 1641, a primeira edição em inglês de Harry Potter e a Pedra Filosofal e a primeira edição de Os Lusíadas”, explicou Aurora Pedro Pinto, administradora da Lello, adiantando que a própria livraria já avançou com uma oferta de 1500 euros pela Gazeta, de 70 mil pelo Harry Potter e de 250 mil pel’ Os Lusíadas.
A celebrar a história e o legado, mas sem esquecer o presente e o futuro, Aurora Pedro Pinto espera “que o livro se torne um objeto patrimonial, além de objeto cultural. Que o livro seja um bom investimento e que as pessoas o possam mostrar com o mesmo prazer com que mostram um quadro”.
Na ocasião, o presidente da Câmara do Porto, Rui Moreira, que se referiu à Lello como “um templo da cultura”, confessou ser um cliente assíduo. Por sua vez, a ministra da Cultura, Graça Fonseca, falou na “simbiose entre património e literatura” e realçou que “as livrarias têm de ser guardiãs da nossa cultura, história e língua”.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras