Nas Bancas

GettyImages-849725174.jpg

Chris J Ratcliffe

Rihanna avança com processo judicial contra o pai

Pai da cantora terá marcado concertos em nome dela sem consentimento

CARAS
18 de janeiro de 2019, 09:19

Rihanna acaba de avançar com uma ação judicial contra o pai por este, alegadamente, estar a usar o seu nome sem consentimento. A cantora alega que Ronald Fenty tem estado a marcar concertos em nome dela, fechando contratos de atuação que ultrapassam os 13 milhões de euros.

A relação de Rihanna com o pai nunca foi tranquila, tendo revelado que foi muito afetada pelas dependências dele na infância e que chegou a presenciar momentos de violência do progenitor contra a mãe.

Embora no verão, a autora de 'Umbrella' se tenha deixado fotografar com o pai, num momento que parecia de reconciliação, a verdade é que tudo parece ter voltado ao que era no passado. Rihanna acusa o pai de, em conjunto com outro homem chamado Moses Perkins, terem usado uma empresa para marcar uma digressão da cantora pela América Latina orçada em 13 milhões de euros. Para além disso, terão ainda sido marcados dois concertos, um no Staples Center de Los Angeles e outro T-Mobile Arena en Las Vegas no valor de 350 mil euros.

"Apesar de o senhor Fenty ser pai de Rihanna, não tem nem nunca teve autoridade para agir em nome dela", escreveram os advogados da artista de 30 anos de acordo com o site 'The Blast'.

Para além dos concertos, Ronald Fenty terá ainda tentado fazer-se passar por representante da editora que Rihanna criou com Jay-Z, a 'Roc Nation', para celebrar negócios relacionados com os direitos das músicas da cantora.

A ação apresentada no Tribunal Federal de Los Angeles aguarda agora apreciação judicial.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras