Nas Bancas

Marcelo Rebelo de Sousa: “Este ano o Natal vai ser duplamente triste”

Na Feira de Solidariedade Novo Futuro – Rastrillo, o Presidente contou que não vai passar o Natal com os netos. Ao lado, em cima, com Isabel Megre, presidente da associação.

Vanessa Bento
9 de dezembro de 2018, 15:53

Todos os anos, Marcelo Rebelo de Sousa cumpre a tradição e faz as suas compras de Natal na Feira de Solidariedade Novo Futuro – Rastrillo. Esta 15.ª edição não foi exceção, e, além de ter almoçado na feira, o Presidente da República fez questão de voltar nessa mesma tarde para comprar os seus presentes. Contudo, tal como confessou, o Natal, este ano, não vai ter o mesmo sabor. “Este ano vai ser duplamente triste. Primeiro, os meus netos não vêm passar o Natal cá, e, segundo, a seguir vão para a China. É verdade, vão do Brasil para a China. Mas virão cá no ano que vem, antes de irem para a China. Portanto, não sei bem o que vou comprar e para quem irei comprar, porque, às tantas, são presentes de Natal dados no começo do ano”, explicou. Apesar de tudo, o “Presidente dos afetos” não perde o sorriso e a amabilidade e distribuiu simpatia nesta feira de solidariedade que tem como objetivo ajudar crianças e jovens em risco social. “Esta causa merece apoio. O problema das crianças de rua é ainda mais grave do que o dos sem-abrigo, porque são crianças. E a construção de casas e o acolhimento até se projetarem na vida profissional tem sido uma atividade impressionante, não só de competência, mas de muita dedicação”, sublinhou.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras