Nas Bancas

Mafalda60.jpg

Paulo Miguel Martins

Aos 52 anos, Mafalda Veiga admite: “Sinto a idade a passar, mas não magoa”

A comemorar 30 anos de carreira, a cantora revelou-se uma mulher serena e sem rodeios no que toca aos vários aspetos da sua vida.

Joana Carreira
10 de novembro de 2018, 13:03

A voz doce e o sorriso e o olhar tímidos de Mafalda Veiga mantêm-se intactos desde os tempos da juventude, quando, na década de 80, começou a compor e formou a sua primeira banda. Agora, com 52 anos e a comemorar 30 de carreira, a cantora, música e compositora continua a ser a pessoa discreta que sempre foi, uma característica que muito preza.
A música é a forma de estar na vida desta artista, uma inconformada por natureza no que toca ao seu trabalho, dizendo que tem sempre mais alguma coisa para escrever ou cantar. “Eu sou uma escritora de canções, portanto acordo e deito-me assim”, confessa.
Do seu universo faz também parte o filho, Tomás, de 18 anos – nascido do casamento entretanto terminado com António Cordovil –, estudante de Gestão, e que é um “ótimo companheiro, um miúdo superfeliz e querido. Apoia-me em tudo e sempre que pode está presente”, revela, orgulhosa.
Uma manhã de outono soalheira junto ao rio Tejo foi o cenário perfeito para uma conversa intimista sobre o percurso da artista.

– Está a celebrar 30 anos de carreira. É um marco e tanto…
Mafalda Veiga – Na verdade, nem dei por eles, no sentido em que foi um caminho ótimo.

– Como caracteriza o seu percurso até aqui?
– Tenho vivido estes anos da melhor maneira possível. A minha relação com a música é muito forte, é uma das minhas grandes paixões, e nunca me desapaixonei dela. Tudo o que envolve o meu trabalho dá-me imenso prazer. Aliás, estrutura-me tanto que é difícil falar da minha vida sem o referir. A música define-me, é quem eu sou.

Leia esta entrevista na íntegra na edição 1212 da revista CARAS.
Assinatura Digital

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras