Nas Bancas

Letizia, uma rainha que não tem medo de 'reciclar' os visuais

A rainha de Espanha não tem receio de reaproveitar as peças do seu guarda-roupa.

CARAS
15 de setembro de 2018, 11:30

Nesta segunda-feira, dia 14 de maio, o casal real de Espanha recebeu o presidente da Colômbia, Juan Manuel Santos, e a sua mulher, no palácio da Zarzuela, em Madrid, para um almoço. No evento, a rainha Letizia usou um vestido que não é novo. A monarca já havia usado o modelo branco, em tweed, de Felipe Varela, em outubro do ano passado, num outro evento oficial. A diferença estava no cinto, que na estreia da peça era prateado e largo, e no almoço desta semana era preto e fino.

A rainha Letizia é um ícone de estilo e elegância e não é novidade que 'recicla' modelos que gosta e caem-lhe bem, principalmente de suas marcas favoritas, com Zara e Hugo Boss. O segredo de Letizia, com a ajuda da estilista Eva Fernández, é usar acessórios para dar um novo 'ar' às produções. Foi o que aconteceu com o look escolhido para o almoço com o presidente colombiano, e também em outras ocasiões.

No início de maio, num evento da Cruz Vermelha em Santiago de Compostela, Letizia usou um conjunto de saia e blazer da Hugo Boss que já havia usado em março, num evento do Dia Mundial das Doenças Raras, em Madrid, trocando apenas a blusa branca. O casaco ainda foi reciclado mais uma vez, num look com calças e blusa pretas, quando participou da II Jornada Sobre Jornalismo Nas Redes Sociais, em abril. Em março a Rainha Letízia criou outro look com peças que já tinha usado antes: as botas Hugo Boss pretas que usou pela primeira vez em janeiro e a jaqueta estilo militar da Zara que estreou em novembro de 2016 e usou novamente em fevereiro do ano passado. Outra reciclagem são os brincos, as argolas da Bimba y Lola usadas antes em diversas ocasiões.

A rainha de Espanha também tem o costume de reciclar vestidos que gosta. Um exemplo é um modelo Carolina Herrera, que a rainha Letizia já usou três vezes em menos de um ano. A primeira vez foi em março do ano passado, a segunda em maio do mesmo ano e a mais recente em janeiro de 2018. A monarca variou a produção ao trocar a cor dos sapatos e adicionar um tom invernoso, com meias e casaco pretos. As meias e os sapato pretoss também foram os acessórios que Letizia usou para reciclar um vestido Felipe Varella bege com estampa floral cinza. A peça já foi usada quatro vezes pela rainha, a última vez em dezembro de 2017. Um vestido Carolina Herrera verde com um estampado de flores pintado à mão vestiu a rainha Letizia três vezes, em três países diferentes. A estreia foi no Japão, depois voltou a usar o vestido em Madrid e, mais recentemente, no final do ano passado no Senegal.

Em setembro de 2017 a Rainha Letizia repetiu um vestido vermelho Nina Ricci que já tinha usado em 2015 e usou as jóias para modernizar o look. No mesmo mês Letizia repetiu outros dois vestidos. Um deles usou em junho do mesmo ano - um modelo Carolina Herrera branco e preto com ombros a mostra, uma sandália com tiras preta e transparente e um brinco em formato de gota. O outro é um vestido evasé Hugo Boss que usou pela primeira vez em 2015.

Mas a rainha não receia usar exatamente o mesmo look. Para uma reunião da UNICEF em Madrid, em Março,, Letizia reaproveitou um look que usou em janeiro: camisa branca, calças bege e sapatos castanhos. A diferença está nos brincos Svarowsky, os quais a rainha também já tinha usado nos Jogos Olímpicos do Rio. Outro conjunto que não mudou quase nada foi usado pela rainha em junho de 2017. Uma saia lápis bege com desenhos de flores em cor vinho e uma camisa de seda marsala. As peças já tinham sido usadas dois anos antes, apenas com sapatos, mala e jóias diferentes.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras