Nas Bancas

_RCS3038.jpg

Jô Caneças: “Acredito que vai correr bem, vamos ver se Deus me ouve”

“Há três meses que estou a fazer esta químio. Caso não melhore, mudo para outra e ando assim até acertarem.”

Vanessa Bento
8 de setembro de 2018, 15:58

Jô Caneças nunca foi mulher de baixar os braços perante as adversidades da vida. E o sorriso com que encara o cancro demonstra isso mesmo. Ainda assim, tal como confessou à CARAS antes do concerto de Maria Rita no Casino Estoril, há dias em que o ânimo esmorece um bocadinho.
“Não estou a ver grandes resultados e chega a um ponto em que desanimo. Se estou em tratamentos, tinha de ver melhorias... Mas afinal continuo a ter cancro no pâncreas e agora também tenho no fígado e no pulmão... Os médicos dizem que daqui a cinco anos ou mais vai haver tratamento para isto, mas neste momento é como se fosse uma pesquisa, é algo experimental, para ver se o tratamento resulta ou não. Há três meses que ando a fazer esta químio e agora vou fazer exames para ver se há melhoras. Caso não haja, volto a mudar para outra quimio e ando assim até acertarem”, explicou.
“Tenho muita garra e muita força de viver, mas hoje confesso que me sentia muito cansada. Mas sempre que posso saio, não quero estar só em casa. E estas saídas, onde estamos com amigos, animam sempre”, constatou ainda Jô, que tem nos amigos e no marido, Álvaro Caneças, a sua maior rede de apoio. “Mantenho sempre o pensamento positivo. Sou muito mandada para a frente e costumo dizer que não me atrapalho com nada. E acho que isso é bom. Acredito mesmo que tudo vai correr bem, vamos ver se Deus me ouve”, rematou.


fotos: Ricardo Santos

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras