Nas Bancas

_RCS8953.jpg

Ione Omena “A Elena é uma criança muito fácil e herdou o lado divertido da mãe”

Há dez anos em Portugal, Ione sente-se em casa, apesar de ter a família no Brasil. Para já, os seus planos passam por continuar a apostar no mundo da moda.

André Drogas
2 de setembro de 2018, 17:04

Trocou o Brasil por Portugal há dez anos, pouco tempo depois apaixonou-se pelo empresário portuense Nuno Rangel, de 37 anos, e, apesar de ter toda a sua família do outro lado do Atlântico, Ione Omena, de 30, depressa se sentiu em casa no nosso país. Seguiu-se o casamento, em 2012, e quatro anos depois nasceu a primeira filha, Elena, que completa dois anos a 29 de setembro.
Ione, que desde cedo sentiu uma grande atração pelo mundo da moda, conseguiu transformar esse interesse em profissão: tem uma rubrica semanal sobre tendências no Porto Canal, é stylist, blogger, e, no Instagram, são quase 60 mil as pessoas que seguem atentamente o seu dia a dia.
Foi durante uns dias de férias que está a desfrutar com a família no Algarve que posou para a CARAS, numa das praias de Vilamoura.
– Imagino que sendo brasileira seja uma grande adepta do verão...
Ione Omena – Sim adoro o verão, é a minha estação do ano favorita. Aliás, de facto acho que todos os brasileiros gostam do clima assim, mais quente.
– E a Elena, também já gosta desta época?
– Ela também adora o verão, adora nadar na piscina e no mar. Desde os seis meses que faz natação e é completamente louca por água. Mas este é o primeiro verão que ela está realmente a aproveitar a sério, brinca na areia, na água, diverte-se imenso!
– Sente que também consegue desfrutar melhor dos dias de praia agora que ela está mais crescida?
– Completamente. No ano passado ela era muito pequenina, ainda não podia apanhar muito sol, por isso tínhamos de ser muito cuidadosos. Agora é diferente, já aproveita muito mais. Está a ser muito divertido viver esta nova fase dela.
– Como tem vivido a experiência da maternidade?
– Cada dia que passa ela interage mais, e tanto eu como o Nuno temos usufruído de cada fase ao máximo. Já começámos a sentir a pressão de várias pessoas que nos rodeiam para termos o segundo filho, mas acho que vamos esperar mais um pouco, para que possamos aproveitar bem a Elena. Acho que é muito importante que o façamos, porque são momentos que não se vão repetir.
– O que mais a tem surpreendido em si enquanto mãe?
– Tinha muitos medos antes da Elena nascer. Acho que era natural, por ser a minha primeira vez! Felizmente, tem sido tudo muito fácil, uma experiência totalmente diferente do que poderia imaginar. E ela também é uma bebé muito fácil, sempre muito alegre, bem disposta, fala com toda a gente, é uma menina calma, dorme a noite inteira, nunca deu muito trabalho.
Leia esta entrevista na íntegra na edição 2001 da revista CARAS.
Assinatura Digital
Apple Store
Google Play

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras