Nas Bancas

Bibá Pitta e Fernando Gouveia reúnem a família nas habituais férias no Algarve

A CARAS encontrou Bibá Pitta rodeada daqueles que mais ama e aproveitou para fotografar a família e conversar sobre as férias preferidas da relações-públicas.

André Drogas
25 de agosto de 2018, 12:04

Para Bibá Pitta, as férias ideais são passadas na companhia daqueles que mais ama: o marido, Fernando Gouveia, os filhos, Maria, de 25 anos, Tomás, de 24, Salvador, de 20, Madalena, de 19, e Dinis, de 11, e agora também do neto, Duarte, de dois anos. E, como sempre desde que se lembra, alguns destes dias de descanso têm como destino o Algarve.
“Em miúda vinha para a Quinta da Balaia com os meus pais, depois, quando me casei e tive filhos, continuámos a vir para o Algarve, e agora que já tenho um neto, também ele vem”, referiu a relações-públicas, adiantando: “Estas são as férias de que mais gosto, é quando a família está junta 24 horas por dia. É tão engraçado olhar para isto tudo... Uma das minhas filhas já se casou, os meus filhos estão todos crescidos, independentes, mas continuam a gostar de vir connosco e não nos largam! Eu até choro quando vamos embora para Lisboa. Caem-me as lágrimas no carro!”
Naturalmente, o nascimento do neto, que Bibá diz ter herdado a sua energia, veio animar ainda mais os dias passados na praia: “Vou dizer uma frase que digo sempre: ele é a continuação de um dos maiores amores da minha vida, que é a minha filha Maria. O Duarte está completamente dentro desta onda de amor, loucura e paixão. Só quero poder acompanhá-lo e a todos os outros netos que vierem a seguir. Nós não sabemos o que a vida nos reserva, mas gostava muito que os meus netos recordassem a avó tal e qual como ela é.”
A poucos dias de completar 53 anos (no próximo dia 11), Bibá é uma mulher feliz, realizada e de bem com a vida, que diz ser uma viagem intensa e alucinante. “Lembro-me de aos 19 anos pensar nesta idade como algo muito longínquo e olha, já cá estou! Toda a vida fui bem disposta e divertida e continuo assim. É a minha personalidade. Sou uma pessoa muito frontal, direta e emocional. Gosto de me dar bem com toda a gente e gosto que toda a gente goste de mim. Não consigo perceber a crítica miudinha, faz-me confusão. Só me interessa viver da melhor forma, rodeada pela minha família e pelos meus amigos. Quem gosta gosta, quem não gosta, paciência.”

fotos: ricardo santos

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras