Nas Bancas

37029420_2306292856062639_2147230970779009024_n.jpg

Duques de Cambridge não têm custódia total dos filhos

E a explicação tem mais de 300 anos.

CARAS
23 de agosto de 2018, 17:23

A ideia parece estranha, mas a verdade é que os duques de Cambridge não têm custódia total dos três filhos (George, de cinco anos, Charlotte, de três anos, e Louis, de quatro meses). O mesmo acontecerá com os duques de Sussex quando tiverem filhos.

A custódia total dos membros da família real britânica pertence ao monarca, neste caso à rainha Isabel II, uma regra com mais de três séculos. Foi a especialista em realeza e fundadora do blogue Royal Musing, Marlene Koenig, quem explicou o porquê desta norma. “O soberano tem a custódia legal dos netos menores. Isto remonta ao rei Jorge I [que governou no início de 1700], e a lei nunca foi alterada. Ele fez isso porque tinha uma fraca relação com o seu filho, o futuro rei Jorge II, pelo que a aprovação dessa lei significava que o rei seria o guardião de seus netos ", explicou.

Quando esta regra entrou em vigência, o rei Jorge I tinha bisnetos tal como a rainha Isabel II e da mesma maneira que a monarca tem a custódia dos príncipes William e Harry, o seu poder abrange também os filhos dos duques de Cambridge.

Quando o príncipe Carlos suceder ao trono será ele a receber a custódia das crianças. Cabe ao guardião gerir a educação, a residência e aprovar as decisões dos pais. A princesa Diana consultou muitas vezes a rainha Isabel II em algumas decisões que tomava na vida dos filhos. Era ela quem tinha a última palavra.

Palavras-chave

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras