Nas Bancas

JLI_AnaPaulaReis-8779.jpg

João Lima

Ana Paula Reis revela: "Depois de ter ficado doente, decidi mudar de vida"

Numa entrevista emotiva, a psicóloga revela que sofreu um AIT e que o marido teve cancro de pulmão.

Marta Mesquita
19 de agosto de 2018, 16:00

Ana Paula Reis, de 56 anos, ainda se está a habituar à sua nova imagem. Depois de décadas a usar o cabelo comprido e preto, a psicóloga decidiu mudar radicalmente de visual. Orgulhosa por expor os seus cabelos brancos, a antiga apresentadora de televisão, que é também psicóloga, assume que esta mudança reflete muito mais do que uma opção estética. É, sim, o reflexo de uma profunda fase de renovação, que a levou a alterar o seu estilo de vida.
Em setembro de 2016, Ana Paula sofreu um acidente isquémico transitório (AIT), também conhecido como mini-AVC, que lhe deixou sequelas, sobretudo ao nível da linguagem. Meses depois deste “grande susto”, soube que o marido, o gestor Domingos Piedade, seu companheiro de vida há 30 anos, tinha cancro de pulmão. Pela primeira vez, a mulher forte, que nunca chorava e que fazia várias coisas ao mesmo tempo, deu lugar à Ana Paula frágil, que expõe os seus sentimentos e que não tem receio de pedir ajuda.
Numa conversa sincera, a psicóloga revelou a montanha-russa de emoções que viveu nestes últimos dois anos, durante os quais se redescobriu e definiu a sua prioridade: aproveitar a vida e ser feliz ao lado do marido e dos filhos, João, de 29 anos, e Manuel, de 25.


– Esta mudança de visual reflete uma transformação interior...
Ana Paula Reis – Sim, reflete. Em determinadas alturas da nossa vida, temos mesmo de mudar. E para que isso aconteça temos de esvaziar a taça e libertarmo--nos daquilo que nos prende. Quis encher a taça com novos conhecimentos e emoções, aproveitando tudo o que já tinha de bom. Não podemos só pensar em mudar, temos de agir. Quis que a minha imagem refletisse esta fase de renovação.


– E o que aconteceu na sua vida para que sentisse essa necessidade de mudar?
– Estava a trabalhar mais do que devia, e em setembro de 2016 sofri um AIT. Estive a trabalhar até dezembro e depois decidi parar e tirar um ano sabático. Foi um grande susto, que me fez olhar mais para mim. Depois de ter ficado doente, decidi mudar de vida.

Leia esta entrevista na íntegra na edição 1199 da revista CARAS.
Assinatura Digital
Apple Store
Google Play

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras