Nas Bancas

Jennifer Aniston deu uma das entrevistas mais emotivas até à data

A atriz falou sobre assuntos da sua vida pessoal que nunca tinha abordado antes.

CARAS
2 de agosto de 2018, 08:32

Foi à revista InStyle que Jennifer Aniston, de 49 anos, deu uma das entrevistas mais intimistas até então. Na conversa com Molly McNearney abordou temas como a maternidade - ou ausência desta -, a separação de Justin Theroux e ainda o movimento #metoo.

"Em primeiro lugar, com todo o respeito, não estou destroçada", começou por dizer, fazendo referência aos títulos exagerados de algumas publicações sensacionalistas que a caracterizavam como uma pessoa "egoísta" por não ter filhos e se focar na carreira, bem como por não conseguir manter um relacionamento.

"Em segundo, essas são suposições imprudentes. Ninguém sabe o que se passa atrás da minha porta. Ninguém considera o quão sensível isto pode ser para mim e para o meu parceiro. Não sabem aquilo por que já passei a nível médico ou emocional. Há uma enorme pressão nas mulheres para serem mães, e se não o forem, diz-se que há algo errado com elas. Talvez o meu propósito neste planeta não seja o de procriar", acrescentou.

No que toca ao movimento #metoo, seguido por milhares de pessoas que denunciaram abusos sexuais, sobretudo em ambientes profissionais como Hollywood, Jennifer disse, "Precisamos de nos ouvir melhor uns aos outros. E isso inclui os homens. Eles precisam de ser parte desta conversa. Quando toda a gente está irritada e agressiva, as pessoas ficam com medo de falar e deixa de haver conversa. O mesmo se aplica à política. Precisamos de nos incluir uns aos outros para nos ouvirmos mutuamente".

Aniston continuou: "Claro que já fui alvo de alguns atos menos adequados por parte de outros atores, mas tomei conta do assunto ao ir embora, simplesmente. Nunca tive ninguém, em posição de poder, que me fizesse sentir desconfortável. Na minha experiência pessoal, fui tratada pior por algumas mulheres nesta indústria."

Falando sobre sexismo, a atriz rematou, "As mulheres viram-se umas contra as outras graças a roupas e outras coisas superficiais. Quando um casal se separa em Hollywood, é a mulher que é desdenhada. Ela é o 'falhanço'. Que se lixe isso! Quando foi a última vez que leste acerca de um homem divorciado, sem filhos, referido como um 'spinster' [expressão que diz respeito a uma mulher solteira que ultrapassou a 'idade para casar' e, assim, é vista como rejeitada]?".

Palavras-chave

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras