Nas Bancas

GettyImages-957711642.jpg

LOIC VENANCE

Sara Sampaio confessa que sofre com transtorno psicológico

A revelação foi feita um dia antes da modelo comemorar o seu 27º aniversário.

CARAS
21 de julho de 2018, 11:03

Um dia antes de comemorar mais um aniversário, Sara Sampaio usou as redes sociais para se confessar aos fãs e seguidores e tornar público um problema comportamental de que sofre. Esta sexta-feira, dia 20, a modelo portuguesa admitiu sofrer de tricotilomania, uma obsessão psicológica grave que consiste no impulso de arrancar cabelos ou outros pelos do corpo.

Tudo aconteceu quando Sara respondia a questões feitas pelos fãs. Um seguidor da modelo queria saber como ela trata das sobrancelhas e a resposta surpreendeu todos. "Bem, tento não tocar. Mas infelizmente tenho tricotilomania e puxo-as. Tenho várias falhas nelas. Apenas uso um lápis para preencher as falhas", respondeu a modelo, admitindo pela primeira vez este problema.

Após esta confissão, Sara recebeu grande apoio de quem a admira: "Recebi tantas mensagens de pessoas que também sofrem com tricotilomania que quero falar um pouco sobre este assinto. Para aqueles que não sabem o que é, trata-se de um transtorno de puxar o cabelo, é um transtorno impulsivo caracterizado por um estímulo a longo prazo que resulta na reitrada do pelo".

"A minha começou quando eu tinha 15 anos. Arrancava as pestanas e depressa passeia a fazer isso também nas sobrancelhas", admitiu a beldade, assegurando que já não faz tais ações, apesar de não ser fácil controlar. "Estes episódios são piores quando estou sob muito stresse ou quando não estou a fazer nada, como ver televisão ou a ler um livro".

Conhecida mundialmente pela beleza, a jovem portuguesa contou ainda como ultrapassa as dificuldades causadas por esta condição. "Tenho sorte de ter sobrancelhas muito fortes e de os meus pelos voltarem a crescer, mas não me lembro de não ter muitas falhas nelas, que, felizmente, são cobertas com maquilhagem! O meu médico deu-me um suplemento chamado NAC, que ajuda a controlar os impulsos", explicou, adiantando que esta terapêutica está a ter bons resultados. "Os impulsos diminuíram, mas não desapareceram completamente!"

Para concluir, Sara agradeceu todo o apoio e carinho que recebeu após ter feito esta confissão, revelando ainda que lhe foram enviadas mensagens de mais de 60 pessoas que lutam contra o mesmo transtorno.

Palavras-chave

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras