Nas Bancas

Amigo de Meghan afirma que o enfarte do pai foi "inventado"

O pai da mulher de Harry precisava de uma desculpa para não estar presente no casamento.

CARAS
19 de julho de 2018, 11:57

Thomas Markle não esteve no casamento da filha, a 19 de maio. O motivo para não levar Meghan ao altar no dia em que esta disse o 'sim' a Harry foi, alegadamente, um ataque cardíaco e uma operação cirurgica a que teria de ser submetido mais tarde. A notícia surgiu após escândalo que envolveu o técnico de iluminação, quando foi descoberto que este se tinha deixado fotografar por um falso paparazzi a troco de dinheiro.

Dois meses depois do casamento real, um amigo da duquesa de Sussex falou sobre a doença de Thomas Markle com o Daily Mail, afirmando que "toda a história foi inventada" para se ausentar do grande momento. "Ele teve de arranjar uma boa razão para não ir ao casamento e evitar futuros embaraços depois das fotos dele serem publicadas", afirmou a fonte.

O Daily Mail também assegura que, quando quiseram confirmar que Thomas tinha estado de facto internado no Sharp Chula Vista Medical Center, os responsáveis asseguraram que esse nome não estava incluído na lista de pacientes.

O pai de Meghan insiste em não ficar em silêncio sobre o tema e afirmou recentemente que a filha está "apavorada" no seu novo papel e queixando-se da sua distância. "Sofri um ataque cardíaco, ninguém se importa? Na verdade, posso morrer em breve. Ela quer que isso seja a última coisa que dissemos um ao outro? Se eu tivesse uma mensagem para ela, seria que sinto muito por qualquer coisa que correu mal. Gostaria de deixar as nossas diferenças para trás e voltar a estar com ela".

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras