Nas Bancas

JLI_InesPonte-2841.jpg

João Lima

Inês Ponte Grancha: "Adoro ser mãe, e o Duarte tem-me ensinado muito"

Antes do nascimento da filha, a navegadora revelou que não planeia voltar a aumentar a família.

Vanessa Bento
23 de junho de 2018, 11:00

Como ela própria diz, Inês Ponte Grancha pratica o verbo ‘descomplicar’. E fá-lo em tudo na sua vida. Talvez por isso o sorriso permanente, mesmo quando se desdobra em três frentes: é mãe, copiloto e fisioterapeuta. E agora que se viu forçada a parar devido ao acidente que teve há um ano no Rali de Portugal, e que lhe deixou várias mazelas físicas, a navegadora ainda criou um blogue. About Being é um projeto a que Inês pretende dar continuidade, mesmo quando regressar às provas, em 2019. “É um blogue sobre todas as minhas versões”, explicou durante uma manhã muito divertida passada com o filho, Duarte, de dois anos e meio, fruto do seu casamento com o piloto de todo-o-terreno Pedro Grancha. Juntos há oito anos, os dois prepavam-se para uma nova fase familiar quando esta entrevista aconteceu: o nascimento da filha, Pilar, que chegou ao mundo esta semana.


– Se formos a contas, leva metade da sua vida sentada no banco do “pendura”...
Inês Ponte Grancha – É verdade, já são muitos anos, e agora já tenho muitas saudades de me sentar nesse banco. Podermos fazer aquilo de que mais gostamos a nível profissional é tudo.


– Este trabalho representa uma superação constante de si própria. Foi a primeira mulher em Portugal a conquistar o título de campeã nacional de ralis. Ainda assim, podemos dizer que o seu maior desafio até agora passa por ser mãe?
– Das profissões que tenho, é a mais difícil e desafiante, sim. Desde que tive o acidente que me vejo como mãe a tempo inteiro, e é, de facto, muito difícil. Educar e estabelecer limites não é nada fácil. A mãe tem de ser sempre uma balança. Por norma, sou muito paciente, mas, enquanto mãe, não sei se sou assim tanto. Tanto para o bom como para o mau, tenho-me apercebido de coisas em mim que nunca tinha percecionado nas minhas duas outras profissões. E isso é muito revelador.

Leia esta entrevista na íntegra na edição 1192 da revista CARAS.
Assinatura Digital
Apple Store
Google Play

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras