Nas Bancas

Sim ou não? Veja os 'looks' escolhidos pelas famosas na passadeira dos prémios CFDA

O 'Council of Fashion Designers of America' reuniu algumas celebridades cujos visuais foram, como sempre, alvo de diferentes opiniões.

CARAS
5 de junho de 2018, 16:35

Umas deslumbrantes, outras nem tanto. A entrega de prémios Council of Fashion Designers of America viu de tudo na passadeira vermelha. As cores não faltaram. E os padrões também não.

Sim!

Sara Sampaio optou por um vestido comprido, com um grande decote, em tom nude. Simples, destacava-se pelos folhos e alguns apontamentos dourados que o tornaram uma das escolhas mais elegantes da noite.

Alessandra Ambrosio arrasou. Com um mini vestido - estilo gabardina - todo vermelho e muito brilhante, a modelo deixou à vista as longas pernas tonificadas, complementando o look com um batom vermelho e stilettos pretos. Perfeito!

À semelhança de Amber Heard, Brooke Shields optou por um fato completo: camisa branca, calças e blazer pretos. A diferença estava no facto de o de Amber brilhar e de ter optado por um penteado de efeito molhado. Nota 10 para a irreverência e, ao mesmo tempo, sensualidade de ambas. Diane Lane também escolheu um fato para a ocasião, mas em tons de azul, e em cetim.

Chanel Iman, Gabriela Hearst, Diane Von Furstenburg e Rosario Dawson fizeram escolhas seguras, pelo menos, no que toca à cor: todas elegeram o preto para os seus looks. Apesar de uns se revelarem mais sensuais que outros, todos pautaram pela elegância, deixando ver os ombros das quatro celebridades. À exceção da irreverente Chanel Iman, pedia-se, talvez, mais algum arrojo às restantes.

Kaia Gerber marcou pela extravagância. Vestida por Alexander Wang, mostrava o umbigo, graças à camisa de corte original, e os calções que completavam o look deixavam ver as longas pernas da jovem modelo, sob uns collants de vidro pretas.

Karlie Kloss, em modo angelical, foi um dos looks mais elegantes da passadeira. O cabelo loiro apanhado deixava observar cada detalhe do vestido branco que usava. Com uma enorme abertura, que permitia ver a sensual perna da modelo, a peça deixava ainda os ombros desta à mostra, e tinha uns elegantes folhos ao longo do seu comprimento. Na cintura, uma fita em cetim dava um toque delicado ao modelo. Sim! À semelhnça da modelo, também Rachel Zoe se vestiu toda de branco, com alguns apontamentos brilhantes. O corte direito do vestido tornou, surpreendentemente, o visual da estilista muito sofisticado.

Lais Ribeiro deu cor à passadeira, ao optar por um vestido azul que terminava um pouco abaixo do seu joelho. A peça deixava todas as suas curvas definidas à vista e, apesar de simples, ganhou lugar num dos melhores visuais, graças ao original decote!

A atriz Toni Garrn escolheu o tom verde, em veludo, para o vestido de corte simples que vestia na passadeira. O look natural assentou-lhe na perfeição, e a junção da cor e do tecido, aliados a um comum decote em V, fizeram-na destacar-se.

Não!

Irina Shayk optou por um vestido de tecido leve, amarelo canário, com padrão leopardo. Um sim para o corte do vestido, um grande não pra a cor e padrão combinados.

Donna Karan poderia ter estado mais elegante. De calças e blusa largas, combinou os tons branco - na parte de cima - e preto - na de baixo, não sendo esta a sua aparição mais elegante.

Vestida por Rick Owens, Kim Kardashian não surpreendeu. Houve mesmo quem achasse que parecia a princesa Jasmine, do filme Alladin. Esperava-se um pouco mais de sofisticação.

Conhecida pela sua elegância e escolhas acertadas, Lily Aldridge desfilou num vestido da Brock Collection. Apesar de não ter desapontado, já que a peça lhe assentava na perfeição, o modelo não era o mais bonito que já usou.

Jean Campbell deixou muito a desejar. Apesar de o vestido comprido nude ser elegante, nada mais há a dizer sobre o visual. 'Menos é mais', sim, mas, neste caso, foi de menos.

Pelo contrário, o vestido de Naomi Campbell foi de mais. Imagine um enorme pom-pom vermelho de uma cheerleader. E basta.

Nina Dobrev optou por um vestido com cauda azul escuro, estilo cai-cai, com uns apontamentos bicudos um pouco desnecessários no decote. Um breve regresso aos anos 50, complementado pelo penteado - apanhado e de risco ao lado - que não favorecia a atriz.

De beleza invejável, Rosie Huntington-Whiteley não fez a sua melhor escolha nesta passadeira. As calças pretas, justas e à boca de sino, tinham alguns apontamentos em renda branca. A blusa, toda negra, tinha apenas uma manga e deixava ver o seu umbigo. No mínimo, algo invulgar.

Ao lado do marido, Dee Hilfiger vestiu as cores da marca à qual dá nome: azul, branco e vermelho. As riscas na diagonal, aliadas à bolsa emoji que levava na mão conduziram-na a um único destino: o da terra do não.

Sim ou não? O mais controverso

A musa das passerelles Gigi Hadid surpreendeu. Pela positiva, ou pela negativa, consoante os gostos. Cores e padrão irreverentes marcaram a peça única que vestiu, bastante justa ao corpo. No fundo, uma espécie de leggins com parte de cima a condizer foram complementadas por uns stiletto e batom vermelhos. Que se destacou das demais, não há dúvidas. Mas será que esteve bem? Você decide. Veja este e os restantes looks na galeria de imagens.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras