Nas Bancas

O discurso emotivo de José Cid

O cantor é a prova de que, por vezes, menos é mais.

CARAS
21 de maio de 2018, 11:22

Um discurso curto, mas muito emotivo. Assim foi a reação de José Cid ao receber o Globo de Mérito e Excelência na gala do passado dia 20 de Maio, no Coliseu dos Recreios.

Francisco Pinto Balsemão subiu ao palco e deixou que um vídeo anunciasse o vencedor do prémio. O cantor assistia, da plateia, enquanto limpava as lágrimas, muito emocionado.

Após receber o globo, o artista começou por dizer: "Eu estou completamente surpreendido...a chorar até. E não sei o que vou dizer. Adoro-vos a vocês todos. Um grande aplauso para a minha mulher, que me tem ajudado tanto".

Depois de outros breves agradecimentos, José Cid surpreendeu o público: "Eu nem vou falar, vou cantar. Posso? São só dez segundo, é como termino os meus concertos".

E, a cantar, deixou os presentes rendidos à sua mensagem, "um abraço muito forte, um beijinho muito grande, obrigado por vos ter à minha volta. Esta ponte que há em nós, faz-nos sentir menos sós, e, a cantar, a vossa alma fica à solta, fica à solta, fica à solta, fica à solta, fica à solta"

Emocionado, terminou o discurso com um "Bem haja, muito obrigado!", ao qual se seguiram vários aplausos.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras