Nas Bancas

_02A1631.jpg

Rui Valido

Carolina Patrocínio e Gonçalo Uva: apresentadora e advogado apresentam a filha mais nova

A família vive dias de encantamento com o nascimento da terceira filha, Carolina.

Andreia Cardinali
20 de maio de 2018, 09:58

Quando se entra em casa de Carolina Patrocínio e Gonçalo Uva, sente-se a alegria de uma casa cheia, mas também a harmonia de um casal que encara com tranquilidade todas as fases da vida. Foi exatamente uma semana depois do nascimento de Carolina, terceira filha da apresentadora e do advogado, que o casal nos apresentou a menina, na companhia das filhas mais velhas, Diana, de quatro anos, e Frederica, de dois, que passaram o tempo todo a querer pegar na bebé ao colo e a dar-lhe beijinhos.
As palavras que exprimem as emoções destes primeiros dias vividos a cinco ficaram a cargo da apresentadora, a comunicadora da família por excelência.
– A calmaria dos primeiros dias em casa a três já terminou...
Carolina Patrocínio – Já, sim! Foi curto, mas confesso que soube muito bem. Consegui instalar a bebé em casa com calma e silêncio, sem ter a preocupação de tratar das irmãs nos horários mais críticos de banhos, jantares e dormir, alturas em que sou sempre mais precisa.
– Como as mais velhas estavam fora [de férias com familiares], deu para desfrutar da bebé de uma maneira diferente?
– Sim, fez-me lembrar os primeiros dias em que tive a Diana e a levei para França, onde vivia o Gonçalo na altura. Viver a dois, só com um bebé recém-nascido, sabe muito bem. Já tinha saudades e pude relembrar esses tempos, mesmo que só por quatro dias.
– Faz hoje uma semana que a Carolina nasceu. Como tem sido?
– Até agora está a ser bastante controlado em relação à bebé, quase nem se dá por ela. Acorda para mamar e ainda dorme 90 por cento do tempo. De resto, a confusão instala-se porque as irmãs estão de férias da Páscoa, sem escola, e só querem é fazer programas de rua.
– E como geriu essa confusão?
– Solicitei as ajudas possíveis da família e organizei-lhes programas, como irem brincar para casa de amigas. De resto, tive de as entreter por casa com algumas atividades que as “prendessem” durante algum tempo no mesmo sítio.
– Qual foi a reação da Diana e da Frederica quando chegaram a casa e conheceram a irmã?
– Mal chegaram, vinham excitadíssimas para conhecer a bebé. A Diana disse-me orgulhosamente: “A minha irmã já nasceu, sabia, mãe?” Consegui gravar em vídeo para um dia mais tarde recordarem essa primeira reação na chegada a casa.

Leia esta entrevista na íntegra na edição 1183 da revista CARAS.
Assinatura Digital
Apple Store
Google Play

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras