Nas Bancas

Georgina Chapman fala pela primeira vez do escândalo sexual que envolveu o ex-marido

A britânica separou-se do produtor de Hollywood.

CARAS
10 de maio de 2018, 16:51

A designer de moda e actriz Georgina Chapman falou pela primeira vez sobre o seu ex-marido, Harvey Weinstein, após o escândalo sexual em que o produtor de Hollywood se viu envolvido. "Senti-me tão humilhada e desfeita que... Achei que seria falta de respeito sair de casa", confessa Georgina Chapman, sobre os dias após o escândalo ter rebentado.

Em declarações à revista Vogue, a britânica afirma nunca ter suspeitado do comportamento do ex-companheiro. "Tinha o que pensava ser um casamento feliz. Amava a minha vida", conta Georgina.

A estilista Alex Longmore, uma das mais reconhecidas no Reino Unido, tem outra opinião. "Ela certamente sabia acerca do seu mau comportamento", afirmava, em outubro passado, a designer de moda ao Hollywood Reporter, sublinhando que Weinstein foi responsável pela ascensão da marca de roupa da (agora) ex-mulher. "Ele foi o estratega por detrás da Marchesa – a orquestrar acordos e a usar a sua influência em termos de ligações a celebridades por ela, em nome da marca", assegurava uma publicitária de Los Angeles, sob anonimato, à comunicação social.

Georgina Chapman, no entanto, afirma que "perdeu cinco quilos em cinco dias" e recorda o momento em que se apercebeu do que se passava à sua volta. "As histórias começaram a surgir e percebi que isto não era um incidente isolado. E soube que precisava de me afastar e levar os miúdos para fora daqui", disse na entrevista.

Quem não se afastou da Marchesa foi Scarlett Johanson, que fez questão de marcar presença na gala Met deste ano com um vestido da marca de Georgina Chapman. À revista Variety, a atriz afirmou ser "um prazer apoiar uma marca criada por duas designers femininas incrivelmente talentosas", afastando a marca de roupa do produtor norte-americano. "Sentimo-nos verdadeiramente honrados por Scarlett ter escolhido vestir Marchesa para o Met Gala", agradeceu a marca, em comunicado, à atriz norte-americana.

Georgina e Harvey chegaram a acordo sobre o divórcio em janeiro deste ano e Georgina terá direito a uma quantia entre os 15 e os 2 milhões de dólares, segundo o contrato pré-nupcial que o casal assinou. A estilista ficará também com a custódia dos filhos, após o final dramático de um casamento que durou 10 anos.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras