Nas Bancas

2018-05-08T211617Z_14222208.jpg

Reuters

Já são conhecidos os primeiros 10 países finalistas do Festival Eurovisão da Canção

Sons da União Europeia desfilaram no Altice Arena, em Lisboa.

CARAS
9 de maio de 2018, 11:31

Depois de uma noite cheia de brilho com as sonoridades vindas dos 17 países da União Europeia na primeira semifinal da 63.ª edição do Festival Eurovisão da Canção já são conhecidos os primeiros 10 apurados para a final de dia 12 de maio, que se juntam a Portugal e aos famosos big five, grupo composto pela Alemanha, Espanha, França, Itália e Reino Unido. Na próxima quinta-feira, 10 de maio, decorre a segunda semifinal, onde atuarão 18 países.

De Aústria chegou a voz de César Sampson com o tema Nobody But You, tema da composição do próprio e de Sebastian Arman, Joacim Persson, Johan Alkenäs e Borislav Milanov.

Difícil é esquecer a interpretação de Elina Nechayeva, concorrente da Estónia. O tema La Forza fez soar alto os seus dotes de soprano e as influências da música clássica. Igualmente inovador foi a roupa que escolheu: no vestido de Elina eram visíveis projeções de imagens que abrilhantaram a sua atuação.

Eleni Foureira brilhou em representação do Chipre. Albanesa de origem, vive em Atenas e conta com vários temas gravados tanto na Grécia como no Chipre, quer em grego, quer em inglês. É membro do júri de So You Think You Can Dance Conhecida como a Rainha da Pop grega, os dotes de dançarina e a forma como despertou a atenção do público valer-lhe-iam comparações com Beyoncé.

Ieva Zasimauskaité saiu vitoriosa em representação da Lituânia com o tema When We’re Old. A sua voz quase sussurada com a balada que tratava o tema do envelhecimento passou à final. Com apenas 24 anos, estuda música desde os seis, marcou presença no Festival da Eurovisão da Canção Júnior e participou no programa televisivo The Voice do seu país de origem.

A cantora Netta, vinda de Israel, dispensa apresentações. Com longa carreira musical, o tema Toy, representante de Israel, é líder dos tops de apostas dos grandes vencedores desta competição musical. Com música composta por Doron Medalie, de grande sucesso, e Stav Beger, vem trazer ao Festival da Eurovisão o tema do assédio sexual.

Da República Checa chega o jovem Mikolas Josef, que não ganhou para o susto depois de se ter lesionado num dos primeiros ensaios em Portugal. Trouxe à competição o tema Lie To Me, composto por si e pelo produtor Nikodem Milewski, que já trabalhou com nomes sonantes como o de Sam Smith.

A cinco vozes surgiram os EQUINOX, que se juntaram especificamente para participar no Festival da Eurovisão. Zhana Bergendorff, Vlado Mihailov, Georgi Simeonov, Johnny Manuel e Trey Campbell brilharam ao som de Bones.

Da Albânia surgiu Eugent Bushpepa com o tema Mall da sua composição. Apesar de cantar desde os seis anos, foi apenas em 2006 que iniciou profissionalmente a sua carreira. Altamente premiado, já fez a primeira parte de concertos de bandas consagradas como os Deep Purple.

Saara Aalto despertou a atenção dos presentes com Monsters ao iniciar a sua atuação presa numa plataforma giratória. A sua voz é facilmente reconhecida pelas crianças do seu país já que deu voz à princesa Ana no filme Frozen: O Reino do Gelo.

A Irlanda foi representada por Ryan O’Shaughnessy com o tema Together que já conta com um longo percurso na música. Participou numa novela com apenas oito anos, estudou música na Universidade de Dublin e ficou famoso pelas suas participações nos programas televisivos The Voice e Britain’s Got Talent. O EP que lançou chegou ao número um nas tabelas de venda irlandesas e ao número nove no Reino Unido.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras