Nas Bancas

Madonna

Madonna

George Pimentel

Do vestido dramático ao branco imaculado, Madonna dá nas vistas na MET Gala

A cantora continua a fazer da provocação um dos seus traços mais característicos. Desde o 'look' com que pisou a red carpet até à atuação surpresa que realizou no decorrer da gala, Madonna continua a provar que é a rainha da pop.

CARAS
9 de maio de 2018, 17:21

O tema da MET Gala deste ano não podia estar mais próximo de Madonna e de toda a iconografia da sua longa carreira, da sua necessidade de transgredir e da relação difícil que sempre teve com a igreja Católica.

Aquela que era indubitavelmente uma das ‘rainhas da noite’ surgiu acompanhada pelo estilista e amigo de longa data, Jean Paul-Gaultier, num vestido com a sua assinatura: um modelo dramático, em preto, de inspiração gótica, com tule debaixo de uma saia em cetim e com um corpete que ostentava um recorte em forma de cruz no peito. O que não podia faltar era o véu de rendapreto e uma série de colares cruzados em camadas, juntamente com algumas contas de rosário. A peça-estrela de seu conjunto era uma coroa de diamantes de ouro feita inteiramente de cruzes.

Madonna surgiu acompanhada pelo criador francês, que, seguindo o mote da festa, Heavenly Bodies: Fashion and the Catholic Imagination, se vestiu como um padre.

Do que ninguém tinha a certeza era se a rainha da pop iria ou não atuar na gala, até ao momento em que as duvidas se dissiparam e Madonna subiu ao palco para interpretar uma versão do tema de Leonard Cohen, Hallelujah, completamente vestida de branca, e o tema Like a Prayer (naturalmente).

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras