Nas Bancas

Sandra Bullock

Sandra Bullock

Getty Images

Suicidou-se o perseguidor de Sandra Bullock

Joshua James Corbett chegou a entrar no terraço da atriz, após ter tocado várias vezes à campainha de sua casa, em 2014.

CARAS
4 de maio de 2018, 16:27

Após ter sido condenado a cinco anos de liberdade condicional por ter perseguido e entrado em casa de Sandra Bullock, em 2014, Joshua James Corbett violou as normas a que estava sujeito e, na passada quarta-feira, teve a polícia a cercar a sua habitação por cerca de cinco horas. Confrontado pelos guardas, o sujeito não se terá entregue, e, alegadamente, ainda os ameaçou. Após esse período, no qual acabou por se fechar dentro de casa, ter-se-á suicidado.

No assustador episódio que se deu há quatro anos, Bullock terá tido a necessidade de se fechar dentro do armário de casa, de onde chamou a polícia, assim que viu o homem entrar pelo seu terraço. Segundo revelou a posterior investigação da polícia, nos cadernos de Corbett constava um plano para abusar sexualmente da atriz. Também foram encontradas, na sua casa, várias armas de fogo.

Após a condenação de cinco anos a que ficou submetido, o acusado foi ainda encaminhado pelo juiz para um centro de saúde para tratar o respetivo transtorno mental de que sofria.

No ano passado, em 2017, deixou o referido centro e, devido aos receios de Sandra Bullock, o magistrado impôs a Corbett uma 'ordem de alojamento' de dez anos. Agora, terminou por completo este episódio menos feliz na vida da artista.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras