Nas Bancas

Kanye West fala (pela primeira vez) sobre o esgotamento nervoso

O 'rapper' norte-americano considera que o esgotamento e consequente internamento psiquiátrico serviram como um "despertar".

CARAS
3 de maio de 2018, 11:12

O rapper norte-americano Kanye West, de 40 anos, abriu o coração em entrevista a uma rádio para falar, pela primeira vez, do esgotamento que levou ao seu internamento, em 2016.

"Estou num sítio mais forte do que estava antes do colapso, ou, como gosto de lhe chamar, da superação", considera Kanye. Para o rapper, a origem do esgotamento nervoso esteve na sobrecarga de sentimentos negativos daquela fase da vida. "Medo, stress, ser controlado e manipulado" levaram-no a sentir-se um "peão no xadrez da vida".

Entre as polémicas que Kanye West esteve envolvido na época destaca-se o desentendimento entre o rapper e Taylor Swift,o roubo à mão armada que a sua mulher, Kim Kardashian, sofreu num hotel de Paris, sobre o qual o músico confessou sentir-se ‘impotente’, e o desgaste a que obrigou a digressão com o álbum Life of Pablo. "Tu ficas exausto lá em cima [do palco]", disse.

A preocupação com a aceitação ao seu corpo levou Kanye West a recorrer nessa época a uma lipoaspiração. Mas essa intervenção e as dores que causou estiveram na origem de uma adição a opióides. "Estava totalmente drogado. Dois dias depois de largar os opióides, estava no hospital. Dois dias antes de ser internado, estava em opióides. Era viciado. E submeti-me à cirurgia plástica porque queria aparecer em boa forma para vocês todos", confessou West referindo-se ao público. Nessa altura, Kanye chegou a tomar sete comprimidos por dia. O músico acrescentou ainda que procurava "uma aceitação com a qual não precisava de me preocupar tanto. “

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras